Morador de Pinhalzinho é condenado por transportar anabolizante  - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Justiça13/01/2017 | 17h33Atualizada em 13/01/2017 | 17h33

Morador de Pinhalzinho é condenado por transportar anabolizante 

Apreensão do medicamento ocorreu ainda em 2010 na fronteira com a Argentina 

Luiz Barp e Especial

Um morador de Pinhalzinho, que não teve a idade revelada, foi condenado a prestar serviço comunitário por 1 ano, 11 meses e 10 dias e pagar multa de 10 salários mínimos, depois de ser pego transportando anabolizante na SC-469, próximo da fronteira com a Argentina.

A sentença foi proferida pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), de Porto Alegre, após a ação ser movida pelo Ministério Público Federal (MPF) de São Miguel do Oeste.

A denúncia narra que, em 11 de novembro de 2010, o homem foi pego transportando 245 unidades de testosterona, homônimo masculino com venda controlada no Brasil. Além disso, um dos medicamentos encontrados, o Lipostabil, que facilita a perda de gordura, é de uso proibido no Brasil.

Na época da apreensão, o homem chegou a ser preso em flagrante ao ser pego com os medicamentos após abordagem policial. Segundo seu depoimento no inquérito, ele diz que trouxe os anabolizantes do país vizinho para uso próprio e para outros amigos, a fim de aumentar a massa muscular.

Passados mais de seis anos do caso, o homem foi condenado com base no Art. 273 do Código Penal, que diz respeito do crime de importar/adquirir e transportar drogas sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar. A decisão ainda cabe recurso. 

 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCMinistério Público investiga morte em operação do Bope, em Piçarras: https://t.co/6PaGv6K3kA https://t.co/KAD6buOrwihá 7 horas Retweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCCatarinense doa medula óssea para paciente na França: https://t.co/0cvx2ju7LU https://t.co/1OLlhsk1uhhá 8 horas Retweet
Hora de Santa Catarina
Busca