Pílulas de Saber: Esketamina, um antidepressivo instantâneo? - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Estudo30/01/2017 | 08h32Atualizada em 30/01/2017 | 08h32

Pílulas de Saber: Esketamina, um antidepressivo instantâneo?

Pesquisa comprova a eficácia da medicação

Pílulas de Saber: Esketamina, um antidepressivo instantâneo? Wikimedia/Reprodução
Pintura a óleo de Judith Carlin, ¿Sem escapatória¿ Foto: Wikimedia / Reprodução
Carlos Rogério Tonussi
Carlos Rogério Tonussi

tonussi@farmaco.ufsc.br

Um novo estudo publicado na revista Biological Psychiatry relata que a esketamina, um componente do anestésico geral ketamina, mostra rápida e significativa melhoria nos sintomas depressivos em pacientes que não respondem às terapias atualmente disponíveis. O estudo teve como objetivo demonstrar a eficácia e segurança da esketamina na esperança de satisfazer uma necessidade clínica há muito aguardada de terapias que podem resolver a depressão resistente ao tratamento. 

A ketamina, que é uma mistura de S-ketamina (esketamina) e R-ketamina (arketamina), já havia despertado o interesse dos pesquisadores há mais de 10 anos, quando um estudo demonstrou que doses baixas desse anestésico apresentavam efeitos antidepressivos rápidos, aliviando os sintomas em apenas 2 horas. Isto contrastava muito com os antidepressivos convencionais, que podem levar de 1 a 3 meses para produzir um efeito. Além disso, a ketamina pareceu funcionar em pacientes que não obtinham melhora nos sintomas com as drogas antidepressivas convencionais, cerca de um terço dos pacientes com transtorno depressivo maior. Embora a ketamina tenha entrado em campo como um novo antidepressivo promissor, nenhuma estratégia foi estabelecida para utilizá-la como um tratamento contínuo. Os estudos anteriores concentraram-se principalmente nos efeitos de uma única dose intravenosa, mas os doentes tendiam à recaída dentro de uma semana após a injeção. Além disso, agora se sabe que a esketamina isoladamente é cerca de duas vezes mais eficaz que a mistura racêmica ketamina.

EFEITO EM RÁPIDO E EM CASOS DIFÍCEIS!

Neste estudo, os pesquisadores da indústria farmacêutica Janssen, em San Diego, Califórnia, examinaram pela primeira vez a segurança e a eficácia da esketamina em pacientes com depressão resistente ao tratamento. Em um estudo duplo-cego – isto é, quando nem os pesquisadores nem os pacientes sabem o que está sendo aplicado – foram sorteados 30 pacientes para receber um placebo (droga falsa), ou uma dose mais baixa (0,2 mg / kg) ou maior (0,4 mg / kg) de esketamina. Os pacientes receberam duas doses intravenosa, que foi seguida por uma fase de acompanhamento de 2 semanas em que os pacientes poderiam receber até 4 doses adicionais. O início mais precoce do efeito antidepressivo foi registrado apenas duas horas após a primeira infusão. Dentro de 3 dias, mais de 60% dos doentes que receberam qualquer das doses de esketamina tiveram melhora nos sintomas depressivos. Nenhum dos pacientes do grupo placebo melhorou dos sintomas, mostrando que os efeitos observados com a esketamina não foram por acaso.

MELHOR EM DOSES BAIXAS

Os autores afirmam que pouco mais de 50% dos pacientes que usam os medicamentos convencionais apresentam o mesmo nível de melhora observada com a esketamina, e mesmo assim apenas depois de 6 a 12 semanas de tratamento. O estudo mostrou benefícios claros da droga sobre o placebo (droga falsa) e sugere que mesmo a menor das duas doses pode ser igualmente eficaz, mas com a vantagem de ser mais segura. Isso porque cerca de 17 % dos doentes que tomaram a dose mais elevada experimentaram também alterações transitórias da percepção imediatamente após a infusão, que cessaram em 4 horas. Embora o mecanismo dos efeitos antidepressivos da ketamina (e esketamine) ainda não seja claro, este estudo demonstra um benefício, pelo menos a curto prazo, deste medicamento para a depressão resistente ao tratamento. Testes clínicos estão em andamento pela Janssen para testar uma gama mais ampla de doses, seja para determinar a dosagem ideal, bem como avaliar outros possíveis efeitos colaterais e estabelecer a segurança da esketamina a longo prazo. O laboratório está desenvolvendo também uma formulação para aplicação nasal, muito mais prática.

Leia mais dicas de saúde em Pílulas de Saber

 

em andamento pela Janssen para testar uma gama mais ampla de doses, seja para determinar a dosagem ideal, bem como avaliar outros possíveis efeitos colaterais e estabelecer a segurança da esketamina a longo prazo. O laboratório está desenvolvendo também uma formulação para aplicação nasal, muito mais prática.

Leia mais dicas de saúde em Pílulas de Saber

 

 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCApós renovação, Claudinei Oliveira traça meta: "Recolocar o Avaí na Série A". https://t.co/w3YgUlWB30 https://t.co/SqcRezfBNhhá 7 horas Retweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCPM forma parte de nova turma de soldados em Florianópolis e anuncia distribuição dos policiais.… https://t.co/0pEC2YTLulhá 8 horas Retweet
Hora de Santa Catarina
Busca
Imprimir