Primeiro dia útil com passagem de ônibus mais cara gera incômodo entre passageiros de Florianópolis - Geral - Hora de Santa Catarina

Ir e vir09/01/2017 | 11h13Atualizada em 09/01/2017 | 17h03

Primeiro dia útil com passagem de ônibus mais cara gera incômodo entre passageiros de Florianópolis

Alguns usuários foram pegos de surpresa com o aumento da passagem embarcada para R$ 3,90

Primeiro dia útil com passagem de ônibus mais cara gera incômodo entre passageiros de Florianópolis Diorgenes Pandini/Agencia RBS
Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

— O quê? R$ 3,90? — exclamou a diarista Elizabeth de Fátima,  60 anos, ao comprar a passagem diretamente nas catracas do Terminal do Centro (Ticen), em Florianópolis, na manhã desta segunda-feira.

Ela foi pega de surpresa com o reajuste de R$ 3,50 para R$ 3,90, na passagem embarcada. Quem usa o cartão SIM, o valor passou de R$ 3,34 para R$ 3,71, um aumento de 11% acima da inflação. Os novos valores entraram em vigor neste domingo, mas foi nesta segunda-feira que muitos dos usuários sentiram o peso no bolso.

Elizabeth mora no bairro Serraria, em São José, e trabalha como diarista no Ribeirão da Ilha, em Floripa. Como a oportunidade de trabalho que tem é por conta, ela não recebe o benefício do vale-transporte e ela mesma paga a sua passagem. 

— Ganho R$ 100 por dia de trabalho. Pagar quatro passagens, com este valor alto, prejudica muito meu orçamento e de todos que trabalham desta forma — lamenta. 

O fotógrafo e técnico em TI Danilo Barreto, 29 anos, se assustou quando os valores do reajuste foram divulgados e não concorda com o aumento de R$ 0,40 pela passagem embarcada. 

— Um aumento maior que a inflação com uma qualidade de serviço que não é dos melhores. Eu estou optando agora pelo Uber. Gasto pouco mais, mas chego mais rápido — observou. 

Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

Reajuste na tarifa social

As demais tarifas também sofreram aumento, principalmente a tarifa social paga em dinheiro, que aumentou 24,4%, indo de R$ 2,25 para R$ 2,80. A tarifa social no cartão pulou de R$ 1,96 para R$ 2,18, um aumento de 11,2%. 

O transporte diferenciado também foi reajustado. Desde domingo, andar nos amarelinhos custa R$ 6,50 em linha curta e R$ 8,50 em linhas longas, aumento de R$ 0,50 e R$ 0,75 centavos respectivamente. 

Confira aqui os novos valores das passagens em Florianópolis

Decreto foi assinado em dezembro

O decreto com o reajuste foi assinado pelo então prefeito da Capital, Cesar Souza Junior (PSD), e publicado no Diário Oficial dia 29 de dezembro. O reajuste anual está previsto na licitação e no contrato firmado entre o Município e o Consórcio Fênix, empresa responsável pelo serviço. 

O Consórcio Fênix informou que o estudo sobre as variáveis do aumento da tarifa levou em conta cinco variações anuais, já previstas no contrato: óleo diesel (4,11%), custo da mão de obra (13,74%), Índice Geral de Preços (6,77%), adequação (2,67%) e gastos com veículos, automotores, reboques, carrocerias e autopeças (7,51%). 

Protesto nesta segunda-feira

Um ato público contra o aumento das passagens está marcado para esta segunda-feira, a partir das 18 horas, em frente ao Ticen, na Avenida Paulo Fontes. No evento organizado pelas redes sociais, mais de 600 pessoas confirmaram presença e outras 750 demonstraram interesse em participar. 

Com aumento, Florianópolis tem a segunda tarifa de ônibus mais cara entre as capitais brasileiras


 
 
 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCRolê com Edsoul: Escoteiros de São José arrecadam fraldas para os Lar dos Velhinhos de Zulma:… https://t.co/rb7oldO7lmhá 6 minutosRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCLaine Valgas: vai ter desfile de cães pela causa animal no Floripa Shopping: https://t.co/DDMuKg8aj9 https://t.co/AgsK8dWWpBhá 41 minutosRetweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros