Sete motivos para aproveitar os legados olímpicos no Rio de Janeiro - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Orla carioca10/01/2017 | 10h46Atualizada em 10/01/2017 | 10h46

Sete motivos para aproveitar os legados olímpicos no Rio de Janeiro

Confira atrações que você pode aproveitar a pé, caminhando menos de dois quilômetros

Sete motivos para aproveitar os legados olímpicos no Rio de Janeiro Bruno Alencastro/Agencia RBS
Museu do Amanhã conta com exposições interativas Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS

Durante os Jogos do Rio 2016, a orla do porto carioca entre a Gamboa e a Praça XV foi transformada. No local, o público assistiu às principais provas olímpicas em telões de alta definição, além de desfrutar de uma programação diária de shows, festivais de food truck, entre outras intervenções que deram vida para uma região que já foi abandonada na cidade. É, sem dúvida, o maior presente que a Olímpiada deu para a Cidade Maravilhosa.

Além do AquaRio, confira sete atrações que você pode aproveitar a pé — caminhando menos de dois quilômetros.

Leia mais:
Uma entrevista com Marcelo Szpilmann, idealizador do AquaRio

1) Museu de Arte do Rio

O MAR está instalado na Praça Mauá, em dois prédios de perfis heterogêneos e interligados: o Palacete Dom João VI e o edifício vizinho que abriga a Escola do Olhar, com foco na formação de educadores da rede pública de ensino. Em seu acervo, nomes como Aleijadinho, Tarsila do Amaral e Tomie Ohtake. Destaque, também, para a exposição Meu Mundo teu, do fotógrafo Alexandre Sequeira, em cartaz até julho de 2017.

Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS

2) Rio_te amo

Com dois metros de altura e 16 metros de comprimento, o letreiro segue a tendência mundial de painéis que valorizam as cidades, como os de Nova York e Amsterdã. A brincadeira é personificar o "eu" quando o turista se posiciona no centro da estrutura para declarar o amor ao Rio de Janeiro.

3) Arte urbana

É no Porto Maravilha que está o maior grafite do mundo: um painel de 2,5 mil metros quadrados, assinado pelo nosso artista exportação Eduardo Kobra, que tem trabalhos espalhados por mais de 20 países. A arte se chama Etnias e foi inspirada nos aros olímpicos que representam os cinco continentes.

4) Armazéns

Antes abandonados, os gigantes armazéns recebem diversas atividades culturais, como feiras, eventos e exposições. Confira a agenda completa em portomaravilha.com.br/calendario.

5) Feiras de artesanato e comidas de rua

Nos finais de semana, a Praça Mauá recebe dezenas de artesões e vira estacionamento para uma diversidade de food trucks.

6) Museu do Amanhã

Projetado pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava, o museu nasce como um ambiente de ideias, explorações e perguntas sobre a época de grandes mudanças em que vivemos e os diferentes caminhos que se abrem para o futuro. Exposições interativas, telas de grandes proporções, imersões em 360º são algumas das atrações futuristas que oferecem perguntas em vez de respostas aos seus visitantes.

7) VLT Carioca

Diariamente, das 6h à meia-noite, um "veículo leve sobre trilhos" permite a interligação da rodoviária com o aeroporto Santos Dumont de uma forma rápida, segura e sustentável. E com preço justo: R$ 3,80.

Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS

*O jornalista viajou a convite de Rede Marriot de Hotéis

 
 
 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SC@Monsieur_Dody Podemos pensar, hein? Já viu nosso novo kit? É em cerâmica Oxford https://t.co/QejUflv3PThá 14 minutosRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCCriança de sete anos morre por meningite em Palhoça https://t.co/kRpiMCAIz8 #saúde #Palhoça #HoraSC https://t.co/jUpQ0pJsfUhá 21 minutosRetweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros