Primeiro dia de aula na rede pública de Florianópolis começa com pouca movimentação nas escolas - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Educação08/02/2017 | 09h14Atualizada em 08/02/2017 | 15h56

Primeiro dia de aula na rede pública de Florianópolis começa com pouca movimentação nas escolas

Pais e alunos evitaram ir aos colégios e às creches do município

Primeiro dia de aula na rede pública de Florianópolis começa com pouca movimentação nas escolas Betina Humers/Agência RBS
Na Lagoa da Conceição, NEI Orisvaldina Silva amanheceu fechada Foto: Betina Humers / Agência RBS
Diário Catarinense
Diário Catarinense

Nas portas das escolas e creches de Florianópolis, o movimento era tranquilo no começo da manhã. No primeiro dia de ano letivo na rede pública de ensino da Capital, pais e alunos evitaram ir aos colégios e às creches do município. Muitos servidores, em greve há 22 dias, também não apareceram. 

Na creche Monsenhor, no bairro Costeira, somente uma servidora foi vista trabalhando nesta quarta-feira. A mulher, que preferiu não se identificar, disse que não participa do movimento, mas é a favor da greve.  

Débora Souza foi até a  creche, no bairro Costeira, nesta manhã e encontrou a unidade fechada Foto: Maiara Vieira / RBS TV

Do lado de fora, em uma período de 30 minutos, duas mães foram até o local procurar informações sobre a paralisação que não tem data para terminar. Débora Souza foi até a creche para tentar garantir uma vaga para o filho de 2 anos. Como as portas estavam fechadas, ela voltou para a casa sem perspectiva de quando conseguirá resolver a situação. 

— Faz dois anos que eu tento creche e nada. Todos os lugares em que eu chego me dizem que não tem vaga. Fui lá pra tentar ver se tinha vaga. Enquanto não resolverem eu não tenho ninguém pra deixar o menino — contou. 

A maior escola da cidade, a Herondina Medeiros Zeferino, no bairro Ingleses, amanheceu com 100% do atendimento paralisado. Além da paralisação, a unidade tem problemas estruturais. Os laboratórios e as salas de aula estão com infiltrações, pedaços da laje externa caíram, e a quadra de esporte está destelhada. 

Foto: Betina Humeres / Agência RBS

Na Lagoa na Conceição, a comunidade escolar foi avisada pelos servidores sobre a paralisação. Por isso, a movimentação foi tranquila nesta manhã. Em cada uma das escolas, profissionais irão se revezar para estarem nas unidades esclarecendo as dúvidas dos pais e alunos. 

Creche Almirante Lucas, no centro da cidade, tem três turmas com aulas nesta manhã.  Foto: Betina Humers / Agência RBS

Na creche Almirante Lucas, localizada no centro de Florianópolis, três turmas tiveram aulas. Os três professores – dois ACTs (admitidos em caráter temporário) e um servidor da rede – fazem parte do movimento grevista, mas vieram até a escola para prestar informações aos pais nos primeiros dias de aula. Há servidores também trabalhando na secretaria. 

Além da creche Monsenhor, a Anísio Teixeira, a Escola Básica municipal Adotiva Liberato Valentim, a Creche Municipal Hassis e o NEI Canto da Lagoa estavam sem aulas nesta manhã.

Saiba quais escolas estão paralisadas nesta quarta-feira:

Nesta manhã, a prefeitura de Florianópolis não soube informar o número de escolas, creches e postos de saúde fechados. No entanto, de acordo com a assessoria, esses dados devem ser divulgados no fim da manhã. Já o sindicato da categoria (Sintrasem) orientou os pais e alunos a entrarem em contato com cada uma das creches e escolas. 

Veja aqui a lista de telefone das escolas da Capital

Veja aqui a lista de telefone das creches e Nei's da Capital

Saúde:

Na saúde, o Sintrasem afirmou que as determinações legais estão sendo cumpridas. Segundo os funcionários, nas unidades de saúde fechadas, os atendimentos são feitos por meio de e-mail e visita domiciliar. 

Veja aqui a lista de telefone das unidades de saúde de Florianópolis

* Com informações da RBS TV e Maiara Vieira.

Leia mais notícias:
Siga a movimentação da greve no 1º dia do ano letivo na Capital
Gean Loureiro: "se eu revogar as leis, não terá dinheiro para os salários"
Desligamento dos secretários escolares contribui para continuidade da greve em Florianópolis

 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCProjeto entrega bonecos de pano a crianças com câncer no Hospital Infantil de Joinville https://t.co/29r36IU7HM… https://t.co/iGgfhdLKl5há 6 horas Retweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCSenadores de SC evitam falar sobre a votação que define o futuro de Aécio Neves https://t.co/MWjJrwWbuu #HoraSC https://t.co/GDEcCH9ijghá 7 horas Retweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros