Taxista persegue e chuta carro da Uber em Balneário Camboriú - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Violência12/03/2017 | 11h10Atualizada em 12/03/2017 | 11h17

Taxista persegue e chuta carro da Uber em Balneário Camboriú

Associação dos taxistas repudiou atitude do motorista

Taxista persegue e chuta carro da Uber em Balneário Camboriú Reprodução/Internet
Foto: Reprodução / Internet

A primeira reação violenta de taxistas à chegada da Uber a Balneário Camboriú ocorreu na madrugada de sábado, menos de 24 horas após o início do serviço do aplicativo. Um vídeo, feito pelo passageiro do Uber, mostra um taxista fechando o carro na Avenida Normando Tedesco, a Beira-Rio. Em determinado momento, o taxista desce até o Uber e chuta o veículo.

O passageiro, que não quis ser identificado, conta que a perseguição começou na saída de uma balada na Barra Sul, às 4h da manhã. O motorista do Uber chegou a telefonar para a Polícia Militar, mas não conseguiu chegar até a viatura. No vídeo, os dois relatam que o carro da PM estaria próximo, mas não podiam seguir em frente.

_ Tivemos que fazer a volta na contramão e ir direto para a delegacia _ relatou.

O motorista da Uber não foi localizado. No vídeo, ele diz que procuraria apoio do departamento jurídico da empresa. Outro motorista ouvido pelo DC disse que estão todos atentos à ocorrência por acreditarem que os ataques a motoristas da Uber possam ser comuns em Balneário e Itajaí. 

Uber chega a Balneário Camboriú e Itajaí

Presidente da Associação dos Taxistas de Balneário Camboriú, Celito Maffezzoli, disse que o taxista que aparece nas imagens é um ¿folguista¿, que trabalha esporadicamente no táxi filmado. Ele não quis identificar o colega, mas afirma que ele será impedido de renovar a carteirinha de taxista.

_ Somos totalmente contra essa atitude. Não ficou bem pra nossa classe _ afirma.

Segundo ele, cada táxi tem até três motoristas que se revezam. E a exposição do veículo acabou trazendo problemas para o dono do carro, que estaria sofrendo ameaças por telefone desde que as imagens foram parar nas redes sociais.

Embora repudie a agressão ao motorista da Uber, Meffezzoli acredita que a prefeitura terá que fazer valer a lei municipal que proíbe transporte irregular e clandestino. E se disse chateado com vereadores que estão apoiando a chegada do novo serviço a Balneário:

_ A prefeitura nos cobra alvará, folha corrida, documentos, INSS, uma série de obrigações. Quem não fizer, está impedido de trabalhar. O Uber não tem nada disso. Podemos segurar o carro e chamar os agentes de trânsito para autuar _ afirma.

Na sexta-feira o prefeito Fabrício Oliveira (PSB) falou que a Uber precisará de uma regulamentação específica, e que a empresa ainda não havia protocolado pedido para funcionamento junto à prefeitura. O vereador Omar Tomalih (PSB) informou que prepara um projeto de lei para regulamentar o serviço. 

 
 
 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCAdolescentes são apreendidos em operação contra o tráfico em Florianópolis e São José https://t.co/ki5pUEU8z6… https://t.co/HiIf0TCuHNhá 51 segundosRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCMais de 996 mil catarinenses podem sacar Pis/Pasep até julho de 2018: https://t.co/Q2Ix2Zq07Y #HoraSC #economia https://t.co/qDbZPNRkTMhá 41 minutosRetweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros