Audiência discute denúncias de violência contra senegaleses em Florianópolis - Geral - Hora de Santa Catarina

Vers?o mobile

 

Imigrantes e refugiados18/04/2017 | 17h38Atualizada em 18/04/2017 | 17h39

Audiência discute denúncias de violência contra senegaleses em Florianópolis

Defensoria Pública da União vai acompanhar caso e tentar diálogo com Polícia Militar, Guarda Municipal e prefeitura

Audiência discute denúncias de violência contra senegaleses em Florianópolis Leo Munhoz/Agencia RBS
Senegaleses protestaram em frente á Catedral Metropolitana no dia 7 de abril Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS
Hora de Santa Catarina
Hora de Santa Catarina

redacao@horasc.com.br

Representantes dos senegaleses se reuniram na tarde desta terça-feira em uma audiência interna com a Defensoria Pública da União para discutir as denúncias de violência contra os imigrantes que trabalham como ambulantes em Florianópolis. De acordo com a assessoria de comunicação do órgão, a DPU vai acompanhar o caso e promover o diálogo com a Guarda Municipal, prefeitura, Polícia Militar e Defensoria Pública de Santa Catarina.

A princípio, não será ajuizada nenhuma ação por parte da defensoria da União sobre o caso, isso porque envolve órgãos de gestão municipal e estadual. Segundo a DPU, todos os senegaleses que atuam no setor têm residência permanente no Brasil, o que garante que eles tenham os mesmos direitos de um trabalhador brasileiro. 

Leia mais
Senegaleses protestam e pedem legalização de suas atividades como ambulantes em Florianópolis

Reunião discute trabalho de senegaleses em Florianópolis

No dia 7 de abril, um grupo desenegaleses protestou em frente à Catedral Metropolitana pedindo a legalização do trabalho como ambulante e o fim da violência na fiscalização. O grupo afirma que sofre preconceito e que a repressão da Guarda Municipal e da Polícia Militar é intensa. Vídeos de ações dos agentes circulam na internet. A guarda nega as acusações e afirma que não ocorreram excessos nas abordagens. A PM disse que não existem operações específicas pra abordar imigrantes de qualquer nacionalidade. 

Leia mais notícias da Grande Florianópolis

 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCFalando de Sexo: a falta de desejo também pode atingir os homens  https://t.co/pP7SUgBWFBhá 1 horaRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCUFSC segue como a sétima melhor universidade entre as públicas do país https://t.co/Y8WcqRCLH3há 2 horas Retweet
Hora de Santa Catarina
Busca