Pílulas de Saber: conheça as células-tronco hematopoiéticas e seu potencial  - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Pesquisa29/05/2017 | 14h11Atualizada em 29/05/2017 | 14h11

Pílulas de Saber: conheça as células-tronco hematopoiéticas e seu potencial 

Pesquisadores americanos desenvolveram técnica que permite obter células sanguíneas saudáveis que podem ser empregadas no tratamento de doenças como leucemia e anemia falciforme

Pílulas de Saber: conheça as células-tronco hematopoiéticas e seu potencial  Salmo Duarte/Agencia RBS
Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS
Carlos Rogério Tonussi
Carlos Rogério Tonussi

tonussi@farmaco.ufsc.br

Pesquisadores americanos descobriram um método inovador para conseguir um suprimento ilimitado de células sanguíneas saudáveis a partir das células que revestem internamente os vasos sanguíneos – as células-tronco hematopoiéticas (HSCs). Essas são células de longa duração que podem se transformar em todos os tipos de células sanguíneas: glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e plaquetas. Os bilhões de células que circulam no sangue não vivem muito tempo no corpo e devem ser continuamente substituídas. Quando isso não acontece, podem ocorrer doenças graves do sangue, como anemia, sangramento ou infecções potencialmente fatais. Uma propriedade especial das HSCs é que elas também podem se ¿auto renovar¿ para formar mais HSCs. Esta propriedade permite que apenas alguns milhares de HSCs sejam necessárias para produzir todas as células que passaram pelo sangue de uma pessoa ao longo da vida.

Células reprogramadas

Em um artigo publicado na revista Nature, esses cientistas demonstram uma maneira de converter as células que revestem os vasos sanguíneos por dentro – denominados células endoteliais vasculares – em HSCs totalmente funcionais, que podem ser transplantadas para fornecer uma fonte vitalícia de células sanguíneas saudáveis. A equipe de pesquisa também descobriu que um tipo especializado de células endoteliais servem de ambiente nutritivo, conhecido como células nicho vasculares, e elas coordenam a auto renovação das novas HSCs recém produzidas. Os pesquisadores tomaram células endoteliais vasculares de fácil obtenção isoladas de órgãos de camundongos adultos e as reprogramaram para a função de células-tronco do sangue (HSC). Estas células reprogramadas foram então cultivadas e multiplicadas em cultura com as células nicho vascular manipuladas. Essas HSCs reprogramadas foram então transplantadas em camundongos que tiveram todo o seu sistema sanguíneo destruído por radiação e, em seguida, foram monitorados para ver se eles se auto renovavam ou produziam células sanguíneas saudáveis.

Medula regenerada

Os pesquisadores produziram um sistema sanguíneo totalmente funcionante e completo, incluindo todos os componentes celulares do sistema imunológico. Isso é clinicamente importante porque as células reprogramadas podem ser transplantadas para permitir que pacientes combatam infecções após transplantes de medula. Os camundongos no estudo passaram a viver vidas normais, sem sinais de leucemia ou quaisquer outros distúrbios do sangue. Se este método puder ser ampliado e aplicado a seres humanos, ele poderá ter amplas implicações clínicas. Poderia, por exemplo, nos permitir fornecer células-tronco saudáveis para pacientes que precisam de transplante de medula óssea, mas não encontram doadores. Poderia levar a novas maneiras de curar a leucemia, e pode nos ajudar a corrigir defeitos genéticos que causam doenças do sangue como anemia falciforme.

Leia mais dicas de saúde em Pílulas de Saber

 
 
 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCMais de 37 mil crianças de SC precisam tomar a segunda dose da vacina contra a gripe https://t.co/t4o8zTE2wx #gripe… https://t.co/8N8derXvhBhá 1 horaRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCZagueiro do Figueirense, Ferreira diz que há um sentimento de angústia pela posição na tabela… https://t.co/XH9rO0JX7Khá 1 horaRetweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros