Terreno da prefeitura vira lixão na Lagoa da Conceição, em Florianópolis - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Limpeza urbana12/08/2017 | 10h30Atualizada em 12/08/2017 | 10h30

Terreno da prefeitura vira lixão na Lagoa da Conceição, em Florianópolis

Área pública tem servido de entreposto para a Comcap, causando transtornos e preocupações para a comunidade local

Lixo acumulado no terreno Foto: Felipe Carneiro / Agencia RBS

Um terreno da prefeitura de Florianópolis, na Lagoa da Conceição, tem servido de depósito para lixo pesado — móveis e eletrodomésticos quebrados, por exemplo —, escombros e materiais de construção da própria administração pública. Localizado ao lado de uma escola infantil, em uma das áreas mais valorizadas da capital catarinense, o terreno tem causado transtornos para a vizinhança e preocupações com a possibilidade de proliferação de animais transmissores de doenças, como ratos e insetos.

Leia mais:
Florianópolis tem mais de 170 pontos de descarte irregular de lixo
Aplicativo Recycle Mapp, que mostra locais para descarte correto de lixo reciclável na Grande Florianópolis, está disponível para download

De acordo com a comerciante Donizetti Barata, de 62 anos, moradora de uma casa ao lado do terreno, caminhões da prefeitura entram e saem quase todos os dias transportando restos de poda de árvores, entulhos e móveis e eletrodomésticos quebrados.

— A prefeitura recolhe tudo que é resto de árvores, lixo, camas velhas, armários quebrados e estão jogando lá dia após dia. Minha filha está grávida de sete meses e nós temos que conviver com ratos e muitas moscas. Estou abismada com tudo isso — reclama Donizetti.

A intendência do distrito da Lagoa da Conceição, ligada à administração pública, reconhece que o terreno é utilizado como uma espécie de entreposto para a Companhia de Melhoramentos da Capital (Comcap), mas afirma que a situação está próxima de ser resolvida. Segundo o intendente João Carlos da Cunha, às sextas-feiras um caminhão percorre o bairro recolhendo esses materiais que a população descarta irregularmente nas calçadas e terrenos baldios, e depois a Comcap dá a destinação adequada.

— Estamos nos preparando para tirar todo esse material do terreno nas próximas duas semanas e, a partir daí, o local será usado apenas como depósito funcional para armazenar lajotas, areia, cascalho e outros materiais que usamos nas pequenas obras do bairro — afirma o intendente João, empossado em julho.

Descarte irregular em 170 pontos da cidade


Na semana passada, a Hora percorreu diversos bairros de Florianópolis e, sem muito esforço, encontrou verdadeiros lixões a céu aberto com todo o tipo de rejeitos. Segundo a Comcap, a capital catarinense tem cerca de 170 pontos de descarte irregular de lixo.

Na Lagoa da Conceição não é diferente — e isso é um dos fatores que levaram a administração pública a usar um terreno como entreposto para o serviço de coleta. Para o intendente do distrito, a população deveria se conscientizar sobre os problemas desta prática e tomar mais cuidado com o descarte daquilo que não quer mais.

— As pessoas não deveriam descartar o lixo em qualquer lugar. A Comcap tem um calendário para recolher esse lixo pesado e o ideal seria que o pessoal ficasse atento à essa programação — atenta João Carlos.

No site da prefeitura, a Comcap disponibiliza o calendário da coleta de resíduos volumosos (veja em aqui), como móveis e eletrodomésticos quebrados. Neste mês de agosto, a coleta passará pelo Campeche, Morro das Pedras, Areias do Morro das Pedras e Armação do Pântano do Sul.Vale lembrar que o descarte irregular de lixo é crime ambiental, previsto na lei federal 9.605/1998. Somente em 2016, a Comcap realizou mais de 700 notificações — uma média de quase duas por dia.Como fazer o descarte correto?

Para o descarte do lixo domiciliar, não há segredo. Basta ficar atento à agenda de coleta da Comcap, embalar o lixo direitinho em sacolas plásticas e colocá-los nos contentores disponíveis nas ruas e condomínios.

Quanto aos recicláveis, o ideal é que sejam separados por grupo — papéis, metais, vidros, plásticos, isopor, etc. A Comcap tem uma agenda de coleta de resíduos seletivos, mas é possível deixá-los diretamente em um dos quatro ecopontos disponíveis na cidade.

O que entregar nos Ecopontos?

- Eletrônicos: televisão, monitor, teclado, mouse, celular, impressoras, etc.- Entulho: resíduos de construção e demolição, como tijolos e telhas (até 1 m³ — volume de caixa d'água de mil litros)
- Madeira: até 1 m³ — volume de caixa d'água de mil litros
- Pilhas e baterias: até 10 unidades
- Óleo de cozinha: até cinco litros
- Pneus: até quatro unidades
- Podas de árvores: até 1 m³ — volume de caixa d'água de mil litros
- Recicláveis: plástico, papel, isopor, metais, arame, vidros, etc. (até 500 litros — cinco sacos grandes)
- Volumosos: móveis, sofás, colchões, etc. (até quatro volumes)

Endereços dos ecopontos

- Itacorubi: Rod. Admar Gonzaga, 72 — de segunda a sábado, das 7h às 19h, e domingo, das 7h às 12h

- Capoeiras: R. Prof. Egídio Ferreira, s/n — todos os dias, das 7h às 19h

- Monte Cristo: R. Joaquim Nabuco, 3000 — todos os dias, das 7h às 19h

- Morro das Pedras: R. Francisco Vieira, 198 — segunda a sexta, das 7h às 16h.

Leia mais notícias da Grande Florianópolis



 
 
 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCPrefeituras de Criciúma e de Brusque abrem inscrições para concursos públicos: https://t.co/fuyeSbCr8L #HoraSC… https://t.co/fhyIrDnsg2há 13 minutosRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCEspaço do Trabalhador: confira as vagas abertas desta segunda-feira - https://t.co/3WjbdQD32a #HoraSC #empregoSC https://t.co/sDhzgFjtEFhá 42 minutosRetweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros