Laine Valgas: a luta de Hillary pela vida - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Bora ajudar?12/10/2017 | 08h02Atualizada em 12/10/2017 | 08h02

Laine Valgas: a luta de Hillary pela vida

Moradora de Palhoça precisa de R$ 500 mil para continuar tratamento de câncer

Laine Valgas: a luta de Hillary pela vida Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Afim de dar um presente pra uma jovem especial neste 12 de outubro? Não falo aqui de balas, guloseimas ou do presente infantil que está no auge da moda. Falo de uma pequena contribuição que pode salvar a vida da nossa leitora Hillary Marcos, moradora de Palhoça — que enfrenta, pela segunda vez em um ano, um desafio gigante. 

Tudo começou em julho do ano passado, quando a menina vivia com tosse e febre que não cessavam. "Fomos ao hospital e os médicos diziam que era normal, uma tosse alérgica... Davam remédio e mandavam pra casa. Foi assim por dois meses, até que um dos especialistas resolveu pedir um raio-X — lá estavam linfomas no pescoço e pulmão", conta a mãe, Luciane Marcos. Pra quem não sabe, trata-se de um tipo de câncer que tem origem nos linfócitos, células indispensáveis ao sistema imunológico. 

Afim de dar um presente pra uma criança especial, neste 12 de outubro?  Não falo aqui de balas, guloseimas ou o presente infantil que está no auge da moda. Falo de uma pequena contribuição, que pode salvar a vida da nossa jovem leitora, Hillary Marcos, moradora de Palhoça ¿ que enfrenta, pela segunda vez em um ano, um desafio gigante. Tudo começou em julho do ano passado, quando a menina vivia com tosse e febre que não cessavam. ¿Fomos ao hospital e os médicos diziam que era  normal, uma tosse alérgica...davam remédio e mandavam pra casa. Foi assim por dois meses, até que um dos doutores resolveu pedir um raio  X ¿ lá estavam linfomas no pescoço e pulmão¿, conta a mãe Luciane Marcos. Pra quem não sabe, trata-se de um tipo de câncer que tem origem nos linfócitos, células indispensáveis ao sistema imunológico. Daí pra frente, Hillary teve que enfrentar uma quimioterapia muito agressiva, sem falar nas inúmeras radioterapias - foram oito meses de tratamento que terminaram em março deste ano, com um excelente resultado. ¿Foi duro, mas venci! Tive muitos aprendizados, ganhei maturidade e conheci um mundo onde todos lutam por cada dia - e dão valor a todos eles¿, diz a garota. O problema é que a doença voltou...e nós podemos ajudar a salvá-la, desta vez!
Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Daí pra frente, Hillary teve que enfrentar uma quimioterapia muito agressiva, sem falar nas inúmeras radioterapias — foram oito meses de tratamento que terminaram em março deste ano, com um excelente resultado. "Foi duro, mas venci! Tive muitos aprendizados, ganhei maturidade e conheci um mundo onde todos lutam por cada dia e dão valor a todos eles", diz a garota. O problema é que a doença voltou... E nós podemos ajudar a salvá-la, desta vez!

Todos por Hillary

"Tive recaída da doença e agora dependo de um medicamento pra me manter viva. Chama-se Brentuximabe Vedotina, um remédio que não é fornecido pelo SUS, então tivemos que entrar na justiça. E por incrível que pareça, um juiz que não tem conhecimento nenhum sobre tratamento oncológico e hematológico, decidiu que não queria permitir que o Estado me dê a medicação assim tão fácil. Pediu uma perícia pra decidir o rumo de minha vida, e ela só acontecerá no final do mês. Mas eu não posso esperar, segundo meus médicos. Por isso, enquanto aguardamos uma decisão (sei lá pra quando!), peço que os amigos aqui da Hora me ajudem a conseguir as primeiras doses do remédio: preciso começar o tratamento o mais rápido possível. Cada uma custa R$ 20 mil (o tratamento completo R$ 500 mil). Fizemos uma vaquinha online para alcançar o valor e qualquer ajuda será muito bem-vinda. Minha eterna gratidão a cada um que de coração decidir me ajudar nessa luta!", conclui Hillary. Vamos entrar nessa? Acesse aqui para ajudar.

Leia mais comentários de Laine Valgas  

Leia mais notícias:
A vida da menina haitiana Wilnise um ano depois da chegada a Florianópolis
Saiba o que abre e o que fecha em Florianópolis no feriado desta quinta-feira 





 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCBeldades do elenco e belas paisagens marcam festa de "O Outro Lado do Paraíso": https://t.co/68mtxaFA0k #HoraSC… https://t.co/Q7YDUyewXihá 7 horas Retweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCRolê com #Edsoul: a Dona Luci completou um século de vida - https://t.co/VmTUQN0Ysy #HoraSC https://t.co/K5c4Nd11Bphá 7 horas Retweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros