Coloninha vai mostrar as evoluções tecnológicas na Passarela Nego Quirido - Geral - Hora de Santa Catarina

Vers?o mobile

 
 

Carnaval 201831/01/2018 | 09h26Atualizada em 31/01/2018 | 10h37

Coloninha vai mostrar as evoluções tecnológicas na Passarela Nego Quirido

Escola campeã do Carnaval 2017 apresenta seu enredo e os candidatos a Musa e Muso da Hora

Coloninha vai mostrar as evoluções tecnológicas na Passarela Nego Quirido Tiago Ghizoni/Hora de Santa Catarina
Foto: Tiago Ghizoni / Hora de Santa Catarina

A escola campeã do grupo especial do Carnaval 2017 de Florianópolis, a Unidos da Coloninha vai para a Passarela Nego Quirido contar a história da tecnologia e suas evoluções. Para honrar a terrinha, a agremiação vai focar nas invenções que saíram do polo tecnológico de Floripa com o enredo Tecnópolis – O Passaporte de Floripa para o Mundo. A gigante do continente vai ter 20 alas e 2 mil integrantes.

A Sociedade Recreativa e Cultural Unidos da Coloninha completou, no dia 10 de janeiro, 56 anos. É uma senhora escola de samba que começou como um bloco de crianças no bairro Estreito e se transformou em uma grande família. A escola ficou afastada do Carnaval por 20 anos e se tornou campeã pela primeira vez em 1984. O título foi o primeiro da série de cinco campeonatos consecutivos alcançados até 1989 (em 1988 não houve desfile). A escola levou a taça ainda em 1995, 2009, 2016 e 2017.

Faça parte

Para desfilar pela Unidos da Coloninha é só adquirir uma das fantasias à venda pelo valor de R$ 100. O telefone para contato é o (48) 3371-8430. A Liga das Escolas de Samba de Florianópolis (Liesf) também vende fantasias na loja oficial no Mercado Público, em frente ao boxe 32.

Quem quiser acompanhar os ensaios da escola é só chegar. Nesta quinta-feira, 1º de fevereiro, e segunda-feira, 5, tem ensaio geral no setor B do estádio Orlando Scarpelli, a partir das 20h. O ensaio técnico na Passarela Nego Quirido acontece no sábado, 3, às 20h. Os ensaios são gratuitos, mas para assistir os desfiles no dia 10, os ingressos estão à venda pelo site Ingresso Rápido e nas Lojas Koerich. O preço para arquibancada é de R$ 40.

Samba-enredo Coloninha 2018

Enredo: Tecnópolis – O Passaporte de Floripa para o Mundo
Autores: Ley Vaz (enredo), Alan Cardoso, Anderson Ávila, Marçal Santini e Rafael Leandro
Intérprete: Jorge Luis

Voar, por onde a inteligência se revela
Buscar, na imensidão da mente poder viajar
O homem desafia o próprio Deus na criação
Sonhando e acelerando a evolução
Girando as engrenagens do mundo
Facilitando o nosso viver
A cada experimento um algo novo
No despertar de um grande amanhecer
Fazendo assim, a ciência revolucionar
E suas mãos podendo controlar
O caminhar de toda humanidade

O astral contagia
Batucada arrepia
E pulsa nas batidas do meu coração
A força do samba que corre nas veias
O povo cantando incendeia
Levanta a poeira do chão

Unidos na rota da inovação
Ideias brilhantes conquistam poder
Nos levam a crer
Que um toque no botão tudo pode mudar
Para o mal ou para o bem
Por gerações missões que tentam desbravar
Pra conquistar o universo e seus mistérios revelar
Vou lhe entregar
O passaporte pra alegria
Pra Ilha da tecnologia
Mostrar seu carnaval na era digital

Coloninha a gigante que chegou
Vem com gente que a festa, começou
O meu maior prazer, é ver você brilhar
Eu nasci pra te amar

Conheça Caroline Vizeu, candidata à Musa da Hora

 Candidatos ao prêmio Muso e Musa da Hora 2018 já estão em seus lugares! Eles trocaram uma ideia com a gente e participaram de um ensaio de fotos e produção de um vídeo de cada um. Na foto: Caroline Vizeu, 23 anos - Unidos da Coloninha (FOTO: TIAGO GHIZONI/HORA DE SANTA CATARINA - FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA, BRASIL - 24/01/2018)
Foto: Tiago Ghizoni / Hora de Santa Catarina

O samba raiz que ouvia dentro de casa desde pequena inspirou a josefense Caroline da Rosa Vizeu da Silva, 23 anos, a se tornar uma sambista. Em 2012, ela procurou a Unidos da Coloninha para acompanhar os ensaios. Foi amor à primeira vista. Em 2015, a estudante de direito e moradora do bairro Barreiros, em São José, foi com a cara e a coragem falar sobre o sonho de desfilar.

Quem a recebeu na Coloninha foi Elizangela Ferreira, a Zanza, coordenadora da ala das passistas e inspiração para Carol. Desde então o amor pela escola de samba só aumentou.

— Entrei na Coloninha por uma curiosidade incessante de conhecer o samba, de estar por dentro do que a Coloninha passa. O samba se inicia pelo toque dos instrumentos e o corpo que se movimenta sozinho. Esse amor está em cada componente, desde o strass da vestimenta até no dia de entrar na passarela. É uma sensação de extravasar tudo o que sentimos pela escola.  

Em 2017, Carol ganhou o título de primeira princesa e este ano foi escolhida pela agremiação para concorrer à Musa da Hora.

— Eu sou muito grata à escola. Eu quero retribuir tudo o que ela fez por mim e demonstrar toda a minha admiração por esta escola que conquistou o amor da comunidade e comunidade que conquistou a escola.

Conheça Matheus Losso, candidato a Muso da Hora

Nascido em uma família que traz o samba no sangue, o estudante Matheus Batista Losso, 19 anos, se orgulha ao contar sua trajetória pelas escolas da região. A avó Cida Losso, 69, que já foi cidadã-samba de Floripa e passista da Mangueira, no Rio de Janeiro, foi quem apresentou o Carnaval a Matheus durante os ensaios da Copa Lord. Já o falecido pai Ricardo Losso, 43, que foi vice-presidente da Futsamba Josefense, proporcionou o primeiro desfile do filho na escola de São José.

 Candidatos ao prêmio Muso e Musa da Hora 2018 já estão em seus lugares! Eles trocaram uma ideia com a gente e participaram de um ensaio de fotos e produção de um vídeo de cada um. Na foto: Matheus Batista Losso, 19 anos - Unidos da Coloninha (FOTO: TIAGO GHIZONI/HORA DE SANTA CATARINA - FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA, BRASIL - 24/01/2018)
Foto: Tiago Ghizoni / Hora de Santa Catarina

Mas foi na Unidos da Coloninha que Matheus se encantou e, desde 2015, desfila pela gigante do continente.

— Assim que ouvimos o hino da escola dá um arrepio, muita emoção, a gente se envolve de uma forma que se torna tudo pra gente. Passamos a noite inteira bordando fantasias, ensaiando, preparando tudo, é uma grande união.

Além de representar a escola, Matheu tem a missão de manter a faixa de Muso na Coloninha. No ano passado, o passista da gigante do continente, Nicolas Bento, levou o título de Muso da Hora.

— Estou confiante e mereço a faixa por amar muito o meu pavilhão. Fico feliz por ter sido indicado e me sinto no dever de honrar esta tarefa.

Ordem de publicação dos candidatos:

Segunda-feira (29/1): Dascuia
Terça-feira (30/1): Nação Guarani (Palhoça)
Quarta-feira (31/1): Unidos da Coloninha
Quinta-feira (1º/2): Embaixada Copa Lord
Sexta-feira (2/2): Protegidos da Princesa
Sábado (3/2): Consulado

Leia mais:

 Conheça os candidatos a Musos da Hora

Escola de Palhoça vai levar as descobertas através dos mapas para Passarela Nego Quirido

Verde e Rosa vai contar a história do samba

Bloco de Sujos: a essência do Carnaval em Florianópolis

 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCReceita espera receber quase 580 mil declarações do IR em Santa Catarina https://t.co/9Wbya41UvNhá 1 horaRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCRusch aprova desempenho pelo Figueirense, mas quer melhorar bola parada https://t.co/20bFwz8R6Qhá 3 horas Retweet
Hora de Santa Catarina
Busca