Vândalos causam prejuízo de R$ 1 milhão ao Centro Multiuso de São José - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

Crime18/01/2018 | 12h32Atualizada em 18/01/2018 | 12h39

Vândalos causam prejuízo de R$ 1 milhão ao Centro Multiuso de São José

Foram roubados computadores, equipamentos de ar condicionado, material hidráulico e elétrico. Prefeitura ainda não sabe se vai reformar o espaço ou entregá-lo como está à iniciativa privada

Vândalos causam prejuízo de R$ 1 milhão ao Centro Multiuso de São José PMSJ/Divulgação
Foto: PMSJ / Divulgação
Felipe Reis

Os prejuízos causados por vândalos ao Centro Multiuso de São José podem chegar a R$ 1 milhão. Agora a prefeitura avalia se vai arcar com o custo da reforma ou se deixará o prédio do jeito que está para que a empresa privada vencedora da Proposta de Manifestação de Interesse (PMI), aberta no dia 6 de dezembro de 2017, promova o conserto do que foi danificado.

Na madrugada do dia 1º de janeiro, um grupo de moradores de rua e usuários de drogas invadiram a estrutura, que fica na Avenida Aciony de Souza Filho, a Beira-mar de São José. Eles entraram por uma porta lateral do segundo andar e furtaram torneiras metálicas, computadores, aparelhos de ar condicionado e uma quantidade ainda não calculada de fios e cabos elétricos. Apesar de a Polícia Militar e a Guarda Municipal de São José afirmarem ter feito rondas na região, a ação não foi identificada porque as guarnições observaram o entorno apenas pela parte da frente do imóvel.

— Os vândalos tiveram sorte e estudaram bem o local. Eles entraram pela rampa que leva ao segundo andar e não puderam ser vistos. Só vimos depois, nas imagens das câmeras, que algumas pessoas circularam no entorno carregando carrinhos usados por coletores de material reciclável — afirma o superintendente interino da Fundação de Cultura de São José, Valdemar Bornhausen. 

Depois do episódio, quatro pessoas chegaram a ser levadas para a delegacia, mas o material não foi recuperado.

Os furtos aconteceram poucos dias depois de a prefeitura da cidade anunciar a abertura de uma PMI para identificar empresas privadas que queiram administrar e explorar o Centro Multiuso pelos próximos 20 anos. Por essa razão, o executivo municipal ainda não definiu se vai arcar com os custos da reposição dos itens furtados ou deixará para que a nova responsável promova as melhorias e a reestruturação do local.

Esta não foi a primeira vez que o centro de eventos foi alvo de criminosos. Em 2014, bandidos roubaram parte da fiação elétrica do local e os eventos programados para acontecer no final daquele ano foram cancelados. Em outra ocasião, frequentadores de um evento beneficente que acontecia lá no ano de 2011 tiveram seus carros arrombados no estacionamento do prédio. A agenda de atividades marcadas para este começo de ano está suspensa.

Acompanhe outras notícias na rádio CBN Diário 

Leia mais notícias da Grande Florianópolis 

 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SC" A gente deixou de jogar, tinha que se impor mais", diz jogador do Avaí após derrota para a Chape… https://t.co/cnwSbFccJrhá 59 minutosRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCEscolinha de Arte de Florianópolis abre inscrições para cursos gratuitos. https://t.co/XWWGKtZ9K9há 1 horaRetweet
Hora de Santa Catarina
Busca