Recadastro de tarifa social gera tumulto no Centro de Florianópolis  - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

 

Benefício21/02/2018 | 09h48Atualizada em 21/02/2018 | 14h10

Recadastro de tarifa social gera tumulto no Centro de Florianópolis 

Atendimento na manhã desta quarta-feira, 21, já tem mais de 500 pessoas na fila

Recadastro de tarifa social gera tumulto no Centro de Florianópolis  Felipe Carneiro/Diário Catarinense
Foto: Felipe Carneiro / Diário Catarinense

Mais de 500 pessoas enfrentaram uma fila quilométrica em frente ao Boxe 77, no Mercado Público, no Centro de Florianópolis, na manhã desta quarta-feira, 21, para tentar fazer o recadastro da tarifa social para o transporte público. No entanto, eram apenas quatro atendentes da Prefeitura. Por volta das 9h, os ânimos se exaltaram e a população tentou forçar a entrada no boxe. A Polícia Militar e a Guarda Municipal foram chamadas para conter a população.

Érica da Silva, de 32 anos, que chegou na fila às 5h com os filhos de 10 e 14 anos, tirou o único dia de folga na semana — ela trabalha como vigilante — para tentar fazer o recadastramento.

— Olha a quantidade de gente que tem aqui. A gente não é bicho, meu filho não vai para a escola porque o cartão não funciona. Daqui a pouco vão cancelar a vaga dele na escola por causa das faltas. Isso aqui é ridículo — diz.

 FLORIANÓPOLIS, SC, BRASIL, 21-02-2018 - Prefeitura corta benefício de tarifa social e pede recadastramento para que usuários que não possuem renda voltem a usar o transporte público pagando menos. Atualmente a passagem de ônibus custa R$ 4,20 na capital catarinense. Boa parte da população não ficou sabendo sobre o cadastro, que está sendo feito em poucos pontos da cidade, com poucos atendentes, e as filas aumentaram nos últimos dias, culminando em confusão, hoje pela manhã, no posto de atendimento do mercado público. A PM foi acionada para conter os ânimos exaltados.
Foto: Felipe Carneiro / Diário Catarinense

A empregada doméstica Josiane Cardoso, 32, também reclamou da desorganização e disse que, a cada momento, recebia uma informação diferente.

— Nós fomos no Cras, no Setuf e agora aqui no Boxe 77. Ninguém dá uma informação concreta e a gente não sabe direito onde ir e para ter informações do recadastramento. Falta funcionário. Estou aqui desde as 6h e tem gente com senha de ontem. Quando é que vamos ser atendidos? — questiona indignada.

Josiane avalia que precisava ter uma triagem na fila para orientação. Ela também teme que, sem a isenção no transporte público, as filhas percam muitas aulas e o Conselho Tutelar a responsabilize por isso depois. A doméstica Márcia Cavalheiro, 35, também queixou-se do atendimento.

— A prefeitura trata muito bem os turistas, mas está se lixando para o povo que os mantém lá. Não tem estrutura para atender as pessoas, isso aqui é desumano.

 FLORIANÓPOLIS, SC, BRASIL, 21-02-2018 - Prefeitura corta benefício de tarifa social e pede recadastramento para que usuários que não possuem renda voltem a usar o transporte público pagando menos. Atualmente a passagem de ônibus custa R$ 4,20 na capital catarinense. Boa parte da população não ficou sabendo sobre o cadastro, que está sendo feito em poucos pontos da cidade, com poucos atendentes, e as filas aumentaram nos últimos dias, culminando em confusão, hoje pela manhã, no posto de atendimento do mercado público. A PM foi acionada para conter os ânimos exaltados.
Foto: Felipe Carneiro / Diário Catarinense

Próximo ao Mercado Público, na região do terminal de integração do Centro, onde fica a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, também tinha uma grande fila em busca do recadastramento para a tarifa social. Ali são encaminhados os casos mais adiantados, de pessoas que já estão protocolando os documentos. Foi onde a reportagem encontrou a aposentada Neida Siqueira, 66 anos, que cria sozinha dois netos. 

— Como eu já tinha o cadastro no Cras, facilitou um pouco, mas este é o terceiro dia que venho aqui. Agora eles (Secretaria de Mobilidade Urbana) pegaram meus dados e documentos para avaliar se tenho direito à tarifa social. Enquanto isso vou pagando R$ 4,20 na passagem, para mim e para os meus dois netos — lamenta.

 FLORIANÓPOLIS, SC, BRASIL, 21-02-2018 - Prefeitura corta benefício de tarifa social e pede recadastramento para que usuários que não possuem renda voltem a usar o transporte público pagando menos. Atualmente a passagem de ônibus custa R$ 4,20 na capital catarinense. Boa parte da população não ficou sabendo sobre o cadastro, que está sendo feito em poucos pontos da cidade, com poucos atendentes, e as filas aumentaram nos últimos dias, culminando em confusão, hoje pela manhã, no posto de atendimento do mercado público. A PM foi acionada para conter os ânimos exaltados.
Foto: Felipe Carneiro / Diário Catarinense

Em entrevista à rádio CBN/Diário na manhã desta quarta-feira, 21, a secretária municipal de Assistência Social, Katherine Schreiner, disse que a situação foi uma "junção de fatores inesperados", por conta do grande volume de estudantes em busca do recadastramento, além das famílias de baixa renda beneficiadas pela tarifa social. 

— Nos organizamos e, a partir de hoje à tarde, todos os estudantes que já tinham o cartão do ano passado vão direto para a Secretaria de Mobilidade Urbana (ao lado do Ticen) só com o comprovante de residência e a matrícula da escola, sem precisar ficar na fila do Mercado Público. Já o recadastramento do cartão social (para famílias de baixa renda) deverá ser feito na data de aniversário do responsável — explicou a secretária.

Depois que o cadastro estiver pronto, o beneficiário deverá esperar de três a cinco dias úteis para retirar ou recarregar o cartão cidadão no Setuf, que também fica ao lado do Ticen.

Leia também:
Florianópolis segue com alteração em 13 linhas do transporte coletivo
Carros e ônibus são incendiados nesta terça-feira em Florianópolis


 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCLBV distribui cestas de Natal em Florianópolis. https://t.co/M6M3iEnXcVhá 8 horas Retweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCA menina Laurinha precisa de uma doação de medula. https://t.co/6befHdfY02há 9 horas Retweet
Hora de Santa Catarina
Busca