Chegada de cruzeiro gera expectativa positiva para comerciantes de Canasvieiras - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

 

Turismo21/03/2018 | 07h32Atualizada em 21/03/2018 | 07h32

Chegada de cruzeiro gera expectativa positiva para comerciantes de Canasvieiras

Quase uma década depois do último navio de turistas aportar na Ilha, Florianópolis volta à rota dos transatlânticos

Chegada de cruzeiro gera expectativa positiva para comerciantes de Canasvieiras Cristiano Estrela/Diário Catarinense
Rubia Caroline Compagnoni espera aumenta nas vendas com a chegada do navio de cruzeiro Foto: Cristiano Estrela / Diário Catarinense

A chegada de um cruzeiro em Canasvieiras, em Florianópolis, prevista para o sábado, 24, deixa os comerciantes da região ansiosos. Quase uma década depois do último navio de turistas aportar no norte da Ilha, o município volta à rota dos cruzeiros, ainda que em caráter de teste, e espera pelo consequente incremento da economia local.

O navio Preziosa, da MSC, chega à costa florianopolitana com lotação máxima — 4.300 passageiros e 1.300 tripulantes. Deste total, devem desembarcar entre 3 mil e 4 mil pessoas, de acordo com as estimativas da Secretaria Municipal de Turismo. Quem agradece a visita são os comerciantes da região, que já se preparam para o aumento nas vendas.

— Estou esperando o verão inteiro por esse dia. A gente já tinha loja quando os cruzeiros vinham para cá, foi assim que fizemos a vida. Vai ser bom para todo mundo, acho que vai dar para aumentar as vendas, no mínimo, em 50% — disse Rubia Caroline Compagnoni, 21 anos, cuja família é proprietária de uma loja de artigos de praia.

A ansiedade da jovem lojista é compartilhada pelo experiente Neido Manuel dos Santos, 47 anos, que diz ser um "faz-tudo" em Canasvieiras - é do atendimento aos turistas, bares e hotéis que vêm seu sustento.

— É um público a mais para o comércio, estamos precisando disso. Antigamente, quando vinha cruzeiro, os restaurantes estavam sempre cheios e as vendas iam melhor. Depois, caiu muito. Estou muito ansioso por essa chegada, porque vai melhorar para nós — comenta Neido.

 FLORIANÓPOLIS, SC, BRASIL, 20/03/2018: Ampliação do trapiche de Canasvieiras para receber cruzeiros. Na foto: Neido Manuel dos Santos (Foto: CRISTIANO ESTRELA / DIÁRIO CATARINENSE)
Neido diz estar ansioso para ver a chegada do navio transatlânticoFoto: Cristiano Estrela / Diário Catarinense

Se depender das estimativas da Secretaria Municipal de Turismo, a tendência é de incremento na economia local. De acordo com o superintendente Vinícius de Lucca, a expectativa é de que cada passageiro que desembarque do Preziosa gaste, em média, R$ 500.

— A expectativa é muito boa, é um primeiro passo pra recolocação de Florianópolis nas rotas dos cruzeiros. Deveremos ter entre 3 e 4 mil pessoas desembarcando. Vamos ter um receptivo para quem quiser comprar passeios pela cidade ou pela Baía Norte, além de uma feira de artesanato ali perto e os passeios individuais.

Estrutura para o desembarque

Em novembro do ano passado foi concluído o estudo de batimetria na região e aprovado pela Capitania dos Portos. Com esta "radiografia do mar" foi possível definir os locais para os navios de cruzeiro "estacionarem" enquanto os passageiros colocam os pés em terra firme. O estudo durou cerca de quatro meses e confirmou que, além de Canasvieiras, outros dois pontos em Jurerê podem receber transatlânticos. 

 FLORIANÓPOLIS, SC, BRASIL, 20/03/2018: Ampliação do trapiche de Canasvieiras para receber cruzeiros. Na foto:  (Foto: CRISTIANO ESTRELA / DIÁRIO CATARINENSE)
Prefeitura instala trapiche flutuante para facilitar o desembarque dos passageirosFoto: Cristiano Estrela / Diário Catarinense

Para que os passageiros do Preziosa possam botar os pés na Ilha de Santa Catarina, a prefeitura está finalizando a instalação de um trapiche flutuante, que ficará acoplado ao trapiche fixo de Canasvieiras. É ali que seis tenders, com capacidade para pouco mais de 100 passageiros cada, atracarão depois de fazer a viagem entre o navio transatlântico — que por seu tamanho não pode se aproximar da praia — e a orla.

— Como a maré varia, esse flutuante fica em uma altura mais baixa que o trapiche fixo, o que facilita o desembarque dos passageiros. Aí, a pessoa desce no flutuante e dali vai para o trapiche fixo, onde finalizará o desembarque — explica o superintendente de Turismo.

City tour e destinos clássicos

Entre as opções de passeio para os turistas que desembarcarem na Ilha estão visitas à praia da Joaquina, city tour pelo Centro ou em Santo Antonio de Lisboa, roteiro dos Ingleses à Lagoa da Conceição, passando pela praia Mole e Barra da Lagoa, além dos passeios individuais ou até mesmo de escuna.

— O navio deve chegar por volta das 9h e sair em direção à Balneário (Camboriú) às 18h. Dependendo da hora que a pessoa descer, ela vai passar umas seis horas na cidade. É bastante importante que tudo dê certo, para que a gente possa receber de 10 a 20 cruzeiros na próxima temporada — afirma Vinícius de Lucca.

Leia mais notícias da Grande Florianópolis

 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCFalando de Sexo: conheça técnicas para prolongar a relação sexual https://t.co/sQOoL8z58Jhá 7 horas Retweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCAlok se apresenta no P12 Parador Internacional https://t.co/m2o37oKvJLhá 8 horas Retweet
Hora de Santa Catarina
Busca