Greve dos servidores de Florianópolis continua mesmo com projeto aprovado na Câmara  - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

 

CRECHE E SAÚDE JÁ23/04/2018 | 17h24Atualizada em 23/04/2018 | 18h40

Greve dos servidores de Florianópolis continua mesmo com projeto aprovado na Câmara 

Paralisação chega no 12º dia

Greve dos servidores de Florianópolis continua mesmo com projeto aprovado na Câmara  Marco Favero/Diário Catarinense
Foto: Marco Favero / Diário Catarinense

Mesmo com a aprovação na Câmara de Vereadores ao Projeto de Lei que cria o programa Creche e Saúde Já, os servidores municipais de Florianópolis decidiram continuar em greve. Conforme o sindicato da categoria (Sintrasem), mais de 5 mil pessoas votaram em assembleia realizada no centro da Capital na tarde desta segunda-feira (23). Na sequência, eles fizeram um protesto bloqueando a Avenida Mauros Ramos e foram até o prédio da prefeitura.

Os grevistas se vestiram de preto em ato contra a ação da Polícia Militar e da Guarda Municipal no sábado, quando o PL foi votado. Houve confronto do lado de fora da Câmara, e na antessala do plenário servidores e jornalistas ficaram trancados respirando gás de pimenta.

Segundo a direção do Sintrasem, a categoria está mobilizada com objetivo de paralisar mais locais de trabalho. O sindicato diz que quer a retirada do projeto. No entanto, resta apenas a aprovação da redação final do texto para que o prefeito Gean Loureiro sancione. Não há mais como mexer no mérito nem pedir vistas. A prefeitura informa que só negocia com o sindicato se eles encerrarem 0 movimento paredista. Uma decisão da Justiça prevê que todos os serviços de saúde e educação sejam retomados na cidade.

Presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Casa, o vereador Rafael Daux (MDB) informou à reportagem que nesta terça-feira o documento já deve estar nas mãos do prefeito. A redação final precisa ser aprovada pelos vereadores. É nesse contexto que a oposição joga sua última carta. De acordo com o vereador Lino Peres (PT), ainda podem ser apontadas irregularidades e ilegalidades pela CCJ.

— Nosso mandato passou estas informações e o teor do Substitutivo Global ao Ministério Público do Tribunal de Contas, e o órgão agora está analisando o documento. 


 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCLateral do Figueirense presta solidariedade a Betinho, que se recupera de cirurgia. https://t.co/QcRu97Khl9há 1 horaRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCConfira a situação do transporte coletivo e outros serviços durante o sábado em SC. https://t.co/Ou1dPnexX3há 2 horas Retweet
Hora de Santa Catarina
Busca