Servidores em greve protestam no centro de Florianópolis - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

 

Contra as OS25/04/2018 | 18h28Atualizada em 25/04/2018 | 19h41

Servidores em greve protestam no centro de Florianópolis

Avenida Paulo Fontes ficou bloqueada para trânsito por volta das 18h

Servidores em greve protestam no centro de Florianópolis Marcus Bruno/Hora de Santa Catarina
Foto: Marcus Bruno / Hora de Santa Catarina

Servidores Municipais de Florianópolis em greve fizeram um protesto na tarde desta quarta-feira em frente ao terminal do Centro. Eles bloquearam os dois lados da Avenida Paulo Fontes por volta das 18h em ato contra o projeto de lei que criou o programa "Creche e Saúde Já". Pouco antes, em assembleia na praça Tancredo Neves, a categoria decidiu continuar a paralisação. 

O protesto prejudicou a saída de alguns ônibus no Ticen. Alguns chegaram a ficar represados dentro do terminal, mas por volta das 18h30min, começaram a sair. Fora isso, não houve conflitos durante o ato.

Uma reunião entre o comando do sindicato da categoria (Sintrasem) e as secretarias de Educação, Saúde e Assistência Social foi marcada para as 19h. No entanto, o encontro foi condicionado pelo prefeito Gean Loureiro (PMDB) ao fim da greve, o que não aconteceu. Por volta das 19h30min os servidores foram até a frente da prefeitura em protesto. O governo recebeu a direção do sindicato, mas como a paralisação continuou, nada foi deliberado. Um novo encontro deve acontecer na quinta-feira de manhã. 

A redação final do projeto "Creche e Saúde Já foi aprovada na Câmara e sancionada pelo prefeito Gean Loureiro. O texto foi publicado no Diário Oficial desta quarta-feira.

 Leia mais

Unidades de saúde funcionam parcialmente nesta quarta-feira, em Florianópolis

No 13º dia de greve dos servidores, atendimento é parcial na Educação

Votação do projeto "Creche e Saúde Já" tem tumulto e gás de pimenta dentro da Câmara de Vereadores de Florianópolis

 
Hora de Santa Catarina
Busca