Dois ex-espiões franceses acusados de traição - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

 

Paris25/05/2018 | 00h06

Dois ex-espiões franceses acusados de traição

AFP
AFP

Dois ex-agentes dos serviços secretos franceses foram acusados de passar informações a uma "potência estrangeira", informou o governo em Paris nesta quinta-feira, enquanto a imprensa falava em colaboração com a China.

Os dois ex-agentes da DGSE (Direção Geral de Segurança Externa), já aposentados, e a mulher de um deles estão sendo processados por "atos de extrema gravidade", anunciou o ministério da Defesa.

O grupo foi denunciado no dia 22 de dezembro de 2017 e dois permanecem detidos desde então, revelou uma fonte judicial à AFP.

O programa de TV Quotidien e o jornal Le Monde informaram que há quatro suspeitos de espionar para os chineses dentro dos serviços de inteligência franceses.

O ministério da Defesa e a fonte judicial não mencionaram o país envolvido, e também não deram detalhes sobre a natureza das informações transmitidas.

Segundo Quotidien, um dos agentes trabalhou em Pequim.

A fonte judicial informou que dois dos três suspeitos foram denunciados por "entregar a uma potência estrangeira informações que atentam contra os interesses fundamentais" da França e por "transgressão do segredo de Defesa Nacional".

A mulher foi denunciada por "encobrimento do crime de traição" e está sob controle judicial.

* AFP

 
Hora de Santa Catarina
Busca