Especialistas localizam segunda caixa preta de avião que caiu em Cuba - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

 

Havana24/05/2018 | 23h11

Especialistas localizam segunda caixa preta de avião que caiu em Cuba

AFP
AFP

Especialistas de Cuba, Estados Unidos e México localizaram nesta quinta-feira a segunda caixa preta do avião Boeing 737-200 que caiu no dia 18 de maio em Havana, deixando 111 mortos.

"A caixa foi identificada por sua numeração e sua nomenclatura, que coincide com a caixa que esta aeronave deveria ter", disse Armando Daniel López, presidente do Instituto de Aeronáutica Civil de Cuba ao jornal local.

Daniel preside a Comissão Governamental que investiga o acidente da aeronave alugada pela estatal Cubana de Aviação à empresa mexicana Damojh (Global Air) e que caiu perto do aeroporto de Havana, quando iniciava seu trajeto até Holguín, 670 km a leste.

A descoberta da caixa preta aconteceu depois que os especialistas "obtiveram vídeos, depoimentos de pessoas próximas ao local, moradores da região, casas que estavam perto do acidente, fizeram cálculos, fizeram observações no terreno", explicou.

A primeira caixa preta, de voz, foi encontrada no último final de semana.

Cem cubanos morreram no acidente, além dos seis mexicanos membros da tripulação e cinco passageiros estrangeiros.

Das 113 pessoas que viajavam nesta aeronave, três mulheres cubanas sobreviveram inicialmente, mas uma morreu na segunda-feira. As outras duas permanecem no hospital Calixto García, de Havana, em estado "crítico".

Segundo o funcionário, as investigações para determinar as causas do acidente devem durar meses, pois seguem estritamente os protocolos internacionais.

* AFP

 
Hora de Santa Catarina
Busca