Atrasam as obras do trapiche do João Paulo, em Florianópolis - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

 

PESCA ARTESANAL09/08/2018 | 07h01Atualizada em 09/08/2018 | 07h46

Atrasam as obras do trapiche do João Paulo, em Florianópolis

Estrutura deveria ter sido entregue em julho, mas o novo prazo agora é dezembro

Atrasam as obras do trapiche do João Paulo, em Florianópolis Cristiano Estrela/Diário Catarinense
Foto: Cristiano Estrela / Diário Catarinense

O tão esperado trapiche do bairro João Paulo, em Florianópolis, deveria ter sido entregue em julho aos 87 pescadores da colônia local. Mas a novela, que começou há 20 anos, está longe do fim. O problema não é falta de dinheiro ou licenças, mas a demora no repasse de verbas do governo federal e questões técnicas, que fizeram a obra atrasar.

A reportagem da Hora acompanha o caso e esteve no local da obra, e não havia operário trabalhando. A estrutura está pela metade, e o novo prazo de conclusão da prefeitura é dezembro. Até lá, o pessoal que vive da pesca seguirá enfrentando a lama e a sujeira para trazer os peixes e frutos do mar da Baía Norte até a praia.

— Agora em agosto a maré seca muito. Então só pra passar essa lama toda já consome metade da nossa energia. E depois é tudo de novo na volta — lamenta o pescador Maurício Abreu.

A obra custará no total R$ 2,9 milhões, sendo R$ 2,3 milhões da União. Foram duas décadas de luta da comunidade até que todo o recurso fosse garantido e as licenças ambientais fossem obtidas. No entanto, a prefeitura explica que está em atraso um repasse da Caixa Econômica Federal – já foi atrasada outra parcela em março. Por isso, já investiu toda sua contrapartida.

Na semana passada, o prefeito Gean Loureiro esteve no Ministério das Cidades tentando resolver esse impasse. Além da questão dos recursos, o recuo da maré também atrapalhou as obras, segundo informou a Secretaria Municipal de Infraestrutura. 

A empreiteira responsável pela obra é a Concretil, de Itajaí. O dono da empresa, Maurício de Souto Goulart, garante que as obras não estão paradas.

— Nós estamos esperando elementos pré-moldados, que precisam de 20 dias para chegar. A gente já fez o pedido e isso e deve chegar nesta semana, então não adianta ter gente lá trabalhando. Apesar dessas dificuldades em nos pagar, não houve paralisação nenhuma.

 FLORIANÓPOLIS, SC, BRASIL, 03/08/2018: Obras do trapiche do João Paulo.(Foto: CRISTIANO ESTRELA / DIÁRIO CATARINENSE)
Pescadores da colônia do João Paulo têm que puxar na mão os barcos em meio à lama poluída da baía norteFoto: Cristiano Estrela / Diário Catarinense

COMO SERÁ

O projeto prevê a execução de um píer de concreto com 210 metros de extensão, 3,75 metros de largura e até 2 metros de profundidade, dependendo da maré. Além da instalação de uma "linha flutuante" _ equipamento que vai acompanhar o movimento da maré, que será fixado ao trapiche, sendo que tal estrutura vai facilitar o embarque e desembarque de pessoas e a carga e descarga dos produtos da pesca.

A Caixa Econômica Federal informou que obras do trapiche do bairro João Paulo estão evoluindo normalmente e que aguarda um novo repasse de recursos do Ministério das Cidades para as providencias necessárias.

 FLORIANÓPOLIS, SC, BRASIL, 03/08/2018: Obras do trapiche do João Paulo.(Foto: CRISTIANO ESTRELA / DIÁRIO CATARINENSE)
Foto: Cristiano Estrela / Diário Catarinense


 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCObras de esgotamento sanitário são intensificadas na região do Santinho, em Florianópolis. https://t.co/x9JWhCySKIhá 6 minutosRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCComunidade pede manutenção em parquinho dos Ingleses. https://t.co/rQPuYoJS0Jhá 36 minutosRetweet
Hora de Santa Catarina
Busca