Com ajuda de barco, mutirão castra cães e gatos da Costa da Lagoa, em Florianópolis - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

 

AÇÃO SOCIAL30/09/2018 | 13h52Atualizada em 30/09/2018 | 13h56

Com ajuda de barco, mutirão castra cães e gatos da Costa da Lagoa, em Florianópolis

Procedimento têm o objetivo de reduzir a população de animais de rua e prevenir doenças como câncer de mama, útero e próstata nos bichinhos

Com ajuda de barco, mutirão castra cães e gatos da Costa da Lagoa, em Florianópolis Henrique vieira e Keylla Schwartz/Arquivo Pessoal
Foto: Henrique vieira e Keylla Schwartz / Arquivo Pessoal
Hora de Santa Catarina
Hora de Santa Catarina

redacaohsc@somosnsc.com.br

Moradores da Costa da Lagoa "mães e pais de pet" pegaram o barco neste domingo e levaram seus cães e gatos para uma castração social na Lagoa Conceição, em Florianópolis. Conforme a organização do evento, 21 animais foram esterilizados durante o mutirão com preços bastante inferiores aos praticados nas clínicas.

As castrações tiveram o objetivo de reduzir a população de animais de rua e prevenir doenças como câncer de mama, útero e próstata nos patudos. Os procedimentos foram feitos por dois médicos veterinários.

Os voluntários disponibilizaram inclusive uma embarcação para buscar os pets de grande porte. O ponto de chegada e partida foi no Canto dos Araçás.

Muitos moradores com animais menores, no entanto, optaram por ir até a Lagoa com os veículos da Cooperbarco, já que de acordo com a Lei, eles podem ser levados em caixas de transporte, bolsas ou mochilas adequadas a cada porte, sem apresentação de carteira de vacina ou atestado veterinário.

Sara Menezes Otávio Lopes levou 3 gatos. Ela diz que há tempos queria castrar os animais para que eles não procriassem, mas não tinha condições.

— Esta foi uma oportunidade para mim porque quem é consciente castra, os animais sofrem nas ruas. É melhor isso do que abandonar os bichinhos por aí, coisa que muitos moradores fazem.

De acordo com a American Human Society, um casal de cães ou gatos pode gerar durante 5 anos, em sucessivas gerações, 12.680 espécimes, considerando duas crias por ano, de dois a oito filhotes. Com base nesse cálculo, o impacto na Costa da Lagoa é que cerca de 252 animais deixarão de nascer.

— É um problema que Florianópolis enfrenta a superpopulação de animais. Quantas famílias carentes que não tem condições de castrar? Então essa ação foi motivada por causa da dificuldade que os moradores da Costa têm inclusive de trazer esses animais para cá. E com esses que foram castrados hoje, o número de animais lá vai diminuir no futuro — destacou a Fernanda Schwarz Pires, uma das organizadoras do mutirão.

Com ajuda de barco mutirão castra cães da isolada Costa da Lagoa, em Florianópolis
Foto: Henrique vieira e Keylla Schwartz / Arquivo Pessoal
Com ajuda de barco mutirão castra cães da isolada Costa da Lagoa, em Florianópolis
Foto: Henrique vieira e Keylla Schwartz / Arquivo Pessoal
Com ajuda de barco mutirão castra cães da isolada Costa da Lagoa, em Florianópolis
Foto: Henrique vieira e Keylla Schwartz / Arquivo Pessoal


 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCEstrutura natalina em empresa do bairro Pantanal impressiona. https://t.co/7eLrCIpYhPhá 12 minutosRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCO Papai Noel do shopping e o menino autista: um belo exemplo do que é empatia https://t.co/4E0SJDsxavhá 42 minutosRetweet
Hora de Santa Catarina
Busca