Em resposta a Israel, Hezbollah afirma ter "mísseis de alta precisão" - Geral - Hora de Santa Catarina

Vers?o mobile

 

Beirute20/09/2018 | 11h55

Em resposta a Israel, Hezbollah afirma ter "mísseis de alta precisão"

AFP
AFP

O líder do Hezbollah libanês, Hassan Nasrallah, afirmou que seu movimento, envolvido no conflito sírio, conseguiu obter "mísseis de alta precisão", apesar das tentativas de Israel de impedí-lo com seus ataques na Síria.

O Hezbollah, inimigo do Estado hebreu, apoia militarmente o regime sírio de Bashar al-Assad ao lado do Irã. O governo sírio e seus aliados são alvos frequentes dos ataques israelenses.

Estas operações têm por objetivo impedir "a transferência de armas sofisticadas" ao Hezbollah por parte do Irã.

Ao mencionar "mísseis de alta precisão" e as "tentativas" de Israel na Síria, Hassan Nasrallah desafiou o Estado hebreu em seu discurso por ocasião da festa religiosa da Ashura.

"Já está feito. A resistência possui mísseis de alta precisão (...) e capacidades em termos de armamento. Se Israel quer impor a guerra ao Líbano, será enfrentado um destino que nunca poderia ter previsto", completou.

De acordo com os militares israelenses, o Hezbollah teria de 100.000 a 120.000 foguetes e mísseis de curto alcance, além de centenas de mísseis de longo alcance.

Na segunda-feira à noite, após uma operação aérea israelense na Síria, um avião da Rússia, aliado do regime, foi derrubado por engano pelo exército sírio, na região noroeste do país.

O exército israelense afirmou que seus aviões atacaram uma unidade do regime sírio com sistemas que integram a rede de fabricação de armas de precisão que seriam fornecidas ao Hezbollah.

O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu afirmou no dia seguinte que seu país estava "determinado a impedir a implantação do exército iraniano na Síria, assim como as tentativas iranianas" de transferir ao Hezbollah armas destinadas a "ser utilizadas contra Israel".

O líder do Hezbollah acusou nesta quinta-feira Israel de tentar matá-lo "dia e noite". Nasrallah mora em um local secreto há uma década e faz poucas aparições públicas. Em 2014 afirmou que mudava com frequência de residência, no mais rigoroso sigilo.

* AFP

 
Hora de Santa Catarina
Busca