Justiça chilena condena vinte ex-agentes da 'Operação Condor' - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

 

Santiago22/09/2018 | 00h00

Justiça chilena condena vinte ex-agentes da 'Operação Condor'

AFP
AFP

Vinte ex-agentes da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990) foram condenados no Chile a penas de entre 100 dias e 17 anos de prisão pelo assassinato de uma dezena de opositores durante a chamada "Operação Condor", que coordenou a repressão entre os regimes militares sul-americanos.

O juiz especial para os direitos humanos Mario Carroza "condenou os 20 ex-agentes da Direção de Inteligência Nacional (DINA)" - a polícia secreta do regime de Pinochet - "por sua responsabilidade nos sequestros" de uma dezena de opositores, informou o Poder Judiciário.

Os crimes ocorreram durante a "Operação Condor", que coordenou a repressão entre as ditaduras de Brasil, Argentina, Bolívia, Paraguai, Uruguai e Chile durante as décadas de setenta e oitenta.

Os ex-agentes Christoph Willike Floel e Raúl Iturriaga Neumann foram condenados a 17 anos de prisão, outros cinco ex-funcionários da DINA receberam 15 anos, dois, pena de 10 anos, três, pena de 7 anos, e quatro cumprirão 5 anos de detenção.

Finalmente, outros quatro ex-agentes foram condenados a entre 100 e 301 dias de prisão.

A justiça absolveu 30 ex-agentes da DINA, segundo o comunicado.

* AFP

 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCNovas promessas para a piscina nunca usada na Passarela Nego Quirido. https://t.co/f5gUyUn8HAhá 32 segundosRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCNovo terminal do aeroporto de Florianópolis terá posto de gasolina, laboratório, dentista e médico. https://t.co/8v1LHUzgplhá 30 minutosRetweet
Hora de Santa Catarina
Busca