Caminhada na Capital chama a atenção para o diagnóstico precoce do câncer de mama - Geral - Hora de Santa Catarina

Vers?o mobile

 
 

Outubro Rosa21/10/2018 | 17h37Atualizada em 21/10/2018 | 17h37

Caminhada na Capital chama a atenção para o diagnóstico precoce do câncer de mama

Caminhada na Capital chama a atenção para o diagnóstico precoce do câncer de mama Betina Humeres/Diário Catarinense
Foto: Betina Humeres / Diário Catarinense

Mulheres, homens, crianças e idosos se reuniram na tarde deste domingo (21) para mais um evento que marca o Outubro Rosa. O ato é para lembrar a população sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama. 

A concentração começou às 14h no bolsão do Koxixos, na Avenida Beira-Mar Norte, em Florianópolis. Teve aula de zumba gratuita para os participantes e música ao vivo. A partir das 16h, iniciou uma caminhada até o trapiche da Beira-Mar. 

O evento é organizado pela Associação Brasileira de Portadores de Câncer (Amucc - Amor e União Contra o Câncer). A presidente da entidade em Florianópolis, Leoni Margarida Simm diz que a caminha quer chamar a atenção das mulheres e também do poder público no combate ao câncer de mama.

— O câncer de mama continua crescendo no país e em Santa Catarina. As mulheres estão chegando muito tarde ao diagnóstico. Quando chegam no diagnóstico, o câncer já avançou muito, elas têm de se submeter a um tratamento agressivo e talvez muitas perdem a vida, darão muito mais gasto ao poder público, ao SUS. Então, nós queremos que o diagnóstico seja bem no início, que aí tem 95% de chance de cura — frisa.

 FLORIANÓPOLIS, SC, BRASIL, 21-10-2018: Caminhada Outubro Rosa AMUCC 2018. A programação iniciou às 14h no bar Koxixos, na Avenida Mar Norte. NA FOTO: Leoni Margarida Simm, presidente da AMUCC.
Foto: Betina Humeres / Diário Catarinense

Saiba mais sobre o câncer de mama e como preveni-lo

Segundo Leoni, em Florianópolis estão previstos para este ano a descoberta de 200 novos casos da doença. Já em todo o Estado, estima-se que 2.190 novos casos sejam descobertos e no país, 59.700. 

— É um problema de saúde pública que beira a uma epidemia. Por isso que nós queremos que haja mais recursos, mais clínicas especializadas que passem diagnóstico completo, que para fazer a ultrassonografia, a mulher não tem que caminhar de uma clínica para outra para fazer o diagnóstico. Então, que ela possa fazer a mamografia, a ultrassonografia, a biópsia, tudo no mesmo lugar, que a cirurgia e o tratamento sejam imediatos — ressalta.

A organização da caminhada estima que mais de 500 pessoas participaram do evento.

Leia mais

Outubro Rosa: conheça o aplicativo "MAMAtch", que busca fortalecer a rede de assistência às pacientes

Campanha arrecada cabelos, lenços e chapéus para pacientes com câncer em Florianópolis

 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCAvaí e Chapecoense conhecem datas e horários das próximas rodadas do Brasileirão  https://t.co/BWUq9PvEuphá 1 horaRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCFigueirense garante permanência de Hemerson Maria após proposta do exterior  https://t.co/ln9MADvCJohá 3 horas Retweet
Hora de Santa Catarina
Busca