18 pinguins são soltos na Praia do Moçambique, em Florianópolis - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

 

Meio ambiente07/11/2018 | 13h56Atualizada em 07/11/2018 | 13h57

18 pinguins são soltos na Praia do Moçambique, em Florianópolis

Animais foram resgatados nas praias catarinenses e passaram por reabilitação

18 pinguins são soltos na Praia do Moçambique, em Florianópolis Nilson Coelho/R3 Animal
Foto: Nilson Coelho / R3 Animal
Hora de Santa Catarina
Hora de Santa Catarina

redacaohsc@somosnsc.com.br

Mais 18 pinguins-de-magalhães (Spheniscus magellanicus) voltaram para o habitat natural na manhã desta quarta-feira (7) na Praia do Moçambique, em Florianópolis. Eles estavam sob os cuidados da Associação R3 Animal, através do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), no Centro de Pesquisa, Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos (CePRAM). Esta é a terceira soltura de pinguins-de-magalhães nesta temporada, totalizando 56 animais. 

Todos os anos, desde o início do inverno, os pinguins-de-magalhães, em sua maioria juvenis, saem de colônias na Patagônia, na Argentina, em busca de alimento. Eles acompanham as correntes marítimas de água fria e acabam chegando às praias do litoral catarinense. 

Mais 18 pinguins-de-magalhães (Spheniscus magellanicus) voltaram para o habitat natural na manhã desta quarta-feira (7) na Praia do Moçambique, em Florianópolis. Eles estavam sob os cuidados da Associação R3 Animal, através do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), no Centro de Pesquisa, Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos (CePRAM). Esta é a terceira soltura de pinguins-de-magalhães nesta temporada, totalizando 56 animais.
Foto: Nilson Coelho / R3 Animal

Porém, alguns não conseguem retornar às colônias de origem e são encontrados mortos. Outros chegam às praias cansados, debilitados, desidratados, muitos com quadro de pneumonia e necessitam de cuidados. 

Os animais resgatados vivos pelas instituições que executam o PMP-BS são levados para unidades de estabilização e transferidos aos Centros de Reabilitação de Animais Marinhos.  

Dos 18 pinguins soltos nesta quarta, cinco foram resgatados em praias de Florianópolis, sendo um deles com um anzol preso ao bico e o restante em outras praias catarinenses.  

Mais 11 animais ainda continuam em reabilitação até que tenham condições de voltarem para casa. 

Serviço

A orientação é que quem encontrar um animal marinho ferido ou morto mantenha distância e ligue imediatamente para o projeto de monitoramento pelo telefone 0800 642 3341. 

Leia também

Após reabilitação, 19 pinguins voltam para o mar em Florianópolis

Mais de 100 pinguins são encontrados mortos nas praias do norte de Florianópolis 

Pinguim com anzol preso no bico é resgatado em Florianópolis

 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCGovernador Celso Ramos deve cobrar pedágio ambiental a partir de fevereiro. https://t.co/V3PSBip3qqhá 24 minutosRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCHoróscopo de hoje: https://t.co/qcEW5TYPMIhá 49 minutosRetweet
Hora de Santa Catarina
Busca