Aplicativo reúne denúncias de moradores sobre os problemas de Florianópolis  - Geral - Hora de Santa Catarina

Versão mobile

 

Seu Problema é Nosso09/11/2018 | 08h30Atualizada em 09/11/2018 | 08h30

Aplicativo reúne denúncias de moradores sobre os problemas de Florianópolis 

Buracos de rua, esgoto, bueiro entupido e qualquer outra solicitação de conserto em área pública pode ser feita por meio do ParticipACT

“Aqui no bairro José Mendes, ao lado do Centro de Florianópolis, estão despejando esgoto direto no mar, prejudicando os pescadores. Traz lixo, mau cheiro e doenças. Um conhecido já foi diagnosticado com Hepatite A ao entrar em contato com a água”. “Bueiro entupido na rodovia João Paulo, esquina com Desembargador Alves Pedrosa. Isso já está assim há anos”.

 FLORIANOPOLIS, SC, BRASIL, 08.11.2018: Aplicativo Participact ajuda a monitorar a cidade através da interação dos usuáriosIndexador: Diorgenes Pandini
Aplicativo permite que moradores postem os problemas da cidadeFoto: Diorgenes Pandini / Diorgenes Pandini

Esses são alguns dos relatos anônimos feitos por moradores de Florianópolis na plataforma ParticipACT, um aplicativo desenvolvido pela Udesc em parceria com a UFSC e a Universidade de Bologna. Na Itália, o projeto já existe desde 2012, e há um mês está em fase de testes em Santa Catarina.

O objetivo é permitir que os cidadãos registrem todos os problemas relacionados às áreas de transporte e mobilidade, segurança, acessibilidade, meio ambiente, infraestrutura, social entre outros, ajudando a fazer uma gestão mais eficiente.

– Muitas cidades no mundo estão se voltando para a lógica das cidades inteligentes. Esse é um primeiro passo para que a cidade faça seu autogerenciamento, que tanto população quanto os gestores possam fazer sua parte juntos – explica a professora Gabriela Botelho Mager, uma das pesquisadoras do projeto na área de design.

Parceiros

Os desenvolvedores do ParticipACT já estão fechando parcerias com órgãos públicos. A Comcap e a Celesc, por exemplo, já estão fazendo o uso dos dados da plataforma. 

A meta é que toda entrada de novas demandas vá direto para esses órgãos competentes. Nenhuma demanda foi solucionada até o momento, mas ainda é cedo. Faltam entidades, como a Casan, por exemplo, já que uma das principais reclamações é sobre o esgoto.

A longo prazo, o aplicativo pretende gerar um big data (grande conjunto de dados) de organizações públicas e privadas. Por enquanto, a maioria dos usuários são da comunidade acadêmica da Udesc, mas todo mundo pode usá-lo.

– Nós precisamos que as pessoas se mobilizem a colocar dados na plataforma. Porque os gestores não tem como estar olhando cada rua, cada calçada, então é um canal de comunicação que está se abrindo – diz Gabriela.

Como funciona

— Depois de instalar o app (pela Google Play ou App Store), o usuário pode registrar os problemas da cidade, apontando no mapa o local da ocorrência e descrevendo em texto, áudio ou vídeo. Os registros serão vistos no mapa do aplicativo e no portal www.participact.com.br.

— Com a análise dos dados será possível conhecer os pontos de concentração e as rotas de deslocamento das pessoas nos períodos do dia e da semana, identificando grupos com hábitos de mobilidade semelhantes – explica o professor Carlos De Rolt, coordenador do projeto.

— Carlos pretende formar uma comunidade virtual de cidadãos preocupados em melhorar a vida na cidade, usando o poder da tecnologias. O professor salienta que, diferente das demais redes sociais, o ParticipACT pertence aos próprios usuários, já que o desenvolvimento da plataforma virá de uma cooperação entre universidades, empresa e cidadãos.

— O ParticipACT tem o apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de SC (Fapesc).

Leia as últimas notícias da Grande Florianópolis

 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCCondenados da Penitenciária de Florianópolis terão acesso à Justiça Restaurativa https://t.co/zo7Zx3iC1yhá 14 minutosRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCJovem morre após colisão na BR-101 em Palhoça, na Grande Florianópolis. https://t.co/Y8qjMmuZKYhá 18 minutosRetweet
Hora de Santa Catarina
Busca