Laudo preliminar indica que turista gaúcha sofreu violência sexual antes de ser morta - Geral - Hora de Santa Catarina

Vers?o mobile

 
 

Investigação no Rio de Janeiro23/11/2018 | 23h06Atualizada em 23/11/2018 | 23h06

Laudo preliminar indica que turista gaúcha sofreu violência sexual antes de ser morta

Delegado-geral da Polícia Civil de Santa Catarina, Marcos Ghizoni, afirmou que ainda não é possível saber a circunstância do crime e qual foi o abuso cometido

Laudo preliminar indica que turista gaúcha sofreu violência sexual antes de ser morta Reprodução/Facebook
Ainda não há confirmação de quando o corpo de Fabiane deve ser transferido para Florianópolis Foto: Reprodução / Facebook
Hora de Santa Catarina
Hora de Santa Catarina

redacaohsc@somosnsc.com.br

A turista gaúcha e moradora de Florianópolis Fabiane Fernandes, de 30 anos, foi vítima de violência sexual antes de ser assassinada na cidade de Arraial do Cabo, no Rio de Janeiro, conforme laudo cadavérico preliminar realizado pelo Instituto Médico Legal (IML) de Araruama (RJ). Apesar disso, o delegado geral da Polícia Civil de Santa Catarina, Marcos Ghizoni, afirmou que ainda não é possível saber a circunstância do crime e qual foi o abuso cometido. O laudo deve ser concluído em até 30 dias.

Leia mais
Perícia vai esclarecer se gaúcha encontrada morta no RJ foi vítima de estupro, diz jornal
Câmeras de segurança mostram últimas imagens de turista de SC antes de desaparecer
Gaúcha, mãe e apaixonada por esportes: quem era a turista morta no Rio de Janeiro

O delegado geral catarinense ressalta que está em contato constante com os policiais que estão responsáveis por apurar o caso no Rio de Janeiro. Na última conversa, realizada na tarde desta sexta-feira (23), Ghizoni também se comprometeu a realizar diligências no Estado para apoiar as investigações. 

— Ainda há algumas dúvidas, como se o autor é alguém da região ou apenas estava de passagem. A certeza é que se trata de um crime bárbaro e acredito que pelo esforço dos colegas eles vão conseguir dar essa resposta, já que estão muito envolvidos no caso — afirma o delegado geral de Santa Catarina.

A Polícia Civil também confirma que uma pessoa se apresentou na delegacia com a procuração para realizar o trâmite para transferência do corpo para Florianópolis. Porém, ainda não há confirmação sobre quando o traslado deve ser realizado.

Diaque denúncia RJ
Polícia do RJ lança disque-denúncia para encontrar assassino de FabianeFoto: Divulgação / Polícia Civil

A Polícia Civil do Rio de Janeiro lançou nesta sexta-feira um cartaz do disque-denúncia solicitando informações que levem ao paradeiro do ou dos assassinos da moradora de Florianópolis Fabiane Fernandes, de 30 anos. O cartaz pergunta "quem matou?", pede informações que ajudem a esclarecer o caso e garante o anonimato de quem fizer as denúncias, além de disponibilizar um número de telefone fixo e um número de celular com WhatsApp. 

 Ainda não é assinante? Aproveite as ofertas exclusivas de Black Friday e assine agora!   

 
Hora de Santa Catarina
Busca