Executiva da Huawei presa no Canadá solicita libertação por motivos de saúde - Geral - Hora de Santa Catarina

Vers?o mobile

 

Montreal10/12/2018 | 06h19

Executiva da Huawei presa no Canadá solicita libertação por motivos de saúde

AFP
AFP

A executiva do grupo chinês de telefonia Huawei presa no Canadá a pedido da justiça dos Estados Unidos solicitou a libertação por razões de saúde.

Meng Wanzhou, diretora financeira da Huawei, afirmou que sofre de hipertensão grave, indica um documento apresentado no domingo.

Meng foi detida em Vancouver no início do mês a pedido dos Estados Unidos, que deseja processá-la por permitir negócios com o Irã que são proibidos por Washington.

Na sexta-feira, ela compareceu a uma audiência com um juiz canadense que deve decidir sobre uma eventual liberdade condicional.

A audiência será retomada nesta segunda-feira. Meng informou no domingo que sofre de hipertensão grave há vários anos e que depois de sua detenção precisou de internação.

Na sexta-feira, o Ministério Público canadense expressou oposição à liberdade sob fiança por considerar um possível risco de fuga à China para evitar a extradição aos Estados Unidos.

A detenção de Meng provocou a revolta da China, que exige e libertação imediata da executiva e colocou em dúvida a trégua anunciada na semana passada entre Washington e Pequim para tentar solucionar o conflito comercial.

* AFP

 
Hora de Santa Catarina
Busca