Versão mobile

05/04/2011 | 06h30

Trabalhar na construção civil está em alta e sobram vagas de emprego

Salários podem chegar a R$ 6 mil para quem tem experiência e qualificação

Enviar para um amigo
Trabalhar na construção civil está em alta e sobram vagas de emprego Alan Pedro/Agencia RBS
Desde 2006, salário de Luis Carlos, que é pedreiro, mais que dobrou Foto: Alan Pedro / Agencia RBS

Jorge Couto é carpinteiro há 20 anos. Mas foi há pouco tempo que ele viu a profissão ficar tão valorizada. No começo do ano passado, ele trocou de emprego depois de receber uma proposta melhor e, hoje, diz que pode escolher onde trabalhar. Já recusou, inclusive, receber mais em outra obra.

— O salário até era maior, mas preferi trabalhar mais perto de casa - conta Jorge.

Com a mão de obra em falta no mercado de trabalho, as construtoras e empreiteiras passaram a dar mais valor ao "passe" de seus funcionários, para não perdê-los. É quase um leilão por bons empregados.

Quem é bom pedreiro, por exemplo, tá rindo à toa. Luis Carlos Florêncio, 30 anos, trabalha com contrapisos e, desde 2006, o seu salário mais que dobrou. Com isso, comprou a casa própria e carro novo para a família.

Salário chega a R$ 6 mil

De acordo com o gerente de RH da construtora Formaco, Júlio Cesar Teixeira, um pedreiro com experiência ganha, em média, R$ 3 mil mensais. Mas há profissionais que chegam a receber até R$ 6 mil:

— Segurar um profissional qualificado está muito difícil. Se você não oferecer um salário muito bom, ele vai para o concorrente.

Qualificação é caminho certo

Os primos Elison Zilmar Régis e Diego de Mello Cesar querem aproveitar o bom momento para garantir o futuro. Eles fazem o curso do Senai para Eletricista Instalador de Residências. Sabem que, com o diploma em mãos, conseguir emprego não será problema, ainda mais com a experiência de quatro anos no ramo.

— Lá em Biguaçu, o que não falta é casa sendo construída precisando de instalação elétrica - conta Elison, que mora e trabalha na cidade.

Vagas

Segundo o Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon) da Grande Florianópolis, há cerca de 5 mil vagas em aberto para o setor na região. O presidente, Hélio Bairros, diz que a falta de mão de obra abrange todas as profissões do ramo, desde serventes até engenheiros. Alguns casos, porém, são mais graves, como a função de carpinteiro. Para o gerente de Recusos Humanos Júlio Teixeira, essa profissão está acabando pela falta de bons profissionais no mercado. Com isso, o salário sobe.

Mercado em alta

44.573 novos postos de trabalho foram criados em janeiro e fevereiro na região

49.084 vagas foram abertas na construção em 12 meses

Fonte: Sine Grande Florianópolis

Confira as opções de cursos do Senai

:::
Carpinteiro de formas - inscrições abertas

::: Carpintaria básica - cadastro de espera

::: Pedreiro de alvenaria - inscrições abertas

::: Oficial de edificações - seleção no fim do ano (gratuito)

::: Operador de empilhadeira - inscrições abertas

::: Marcenaria básica - inscrições abertas

::: Eletricista instalador residencial - inscrições abertas

::: Segurança do trabalho - processo seletivo no fim do ano

::: Custo varia de R$ 250 a R$ 900

Para informações e inscrições

::: Ir até a unidade do Senai com documentos (CPF, RG e comprovante de residência)

::: Endereço: Rodovia BR-101 - Km 211 - Área Industrial de São José - CEP 88104-800

::: Telefone: (48) 3381-9200

Tem vaga!

:::
Pedreiro, carpinteiro, armador e eletricista para construtora na Capital. Fone: (48) 3027-2144

::: Serventes e carpinteiros: oara empresa em Biguaçu. Fone: (48) 3247-1758

::: Servente: para empresa na Capital. Fone (48) 3029-1919

::: Vagas diversas: empresa em São José. Fone (48) 3259-8282

HORA DE SANTA CATARINA

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Jornal Hora de SCRepercussão na rede: veja os melhores tuítes sobre o fim do Orkut http://t.co/PBN9YTsKDxhá 7 horas Retweet
  • horasc

    horasc

    Jornal Hora de SCMiguel Livramento: "Figueirense e Avaí estão lendo e seguindo direitinho as cartilhas, mas não têm nada garantido" http://t.co/nnDLU8UiSxhá 7 horas Retweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros