Suspeito de agredir idosa em Jaraguá do Sul se entrega à polícia - Jornal Hora de Santa Catarina - polícia, futebol, entretenimento e notícias da Grande Florianópolis

Versão mobile

31/05/2011 | 09h31

Suspeito de agredir idosa em Jaraguá do Sul se entrega à polícia

Homem se apresentou à Polícia Civil em Porangatu, no interior de Goiás

Suspeito de agredir idosa em Jaraguá do Sul se entrega à polícia Diego Rosa/
Manchas de sangue marcam as paredes e também ficaram em cobertas e roupas de cama Foto: Diego Rosa

O homem de 28 anos suspeito de agredir uma idosa de 76 anos no fim de março em Jaraguá do Sul se apresentou à Polícia Civil da cidade de Porangatu, no interior de Goiás, no sábado passado. Ele é sobrinho da vítima e, por enquanto, é o principal suspeito da tentativa de homicídio. O delegado responsável pelo caso, Marco Aurélio Marcucci, pediu a transferência dele para Jaraguá até o fim de semana.

O suspeito se apresentou por vontade própria à polícia da cidade em que estava morando nos últimos dois meses. Como ele estava com mandado de prisão decretado pela suspeita do crime ocorrido em Jaraguá, o homem continua detido na delegacia de Porangatu.

Segundo Marcucci, o sobrinho já prestou depoimento no dia e disse que foi obrigado a levar dois assaltantes até a casa da tia, na rua João Piccoli, no Centro de Jaraguá.

— O sobrinho falou no depoimento que dois homens ameaçaram matar a mulher dele, que estava grávida, caso não os acompanhasse até a casa —, contou o delegado.

O suspeito não soube dizer quem eram os assaltantes, mas afirmou à polícia que tem condições de reconhecer os envolvidos se encontrá-los mais uma vez. O delegado Marcucci disse que a versão precisa ser investigada.

— Ele terá de ser ouvido aqui em Jaraguá, para explicar esta história melhor —, comentou.

A idosa de 76 anos foi agredida brutalmente por pelo menos duas pessoas, em sua casa, na tarde de 31 de março. Os bandidos entraram encapuzados e exigiram da vítima a quantia de R$ 80 mil, que acreditavam estar escondidos na casa.

Como não encontraram o dinheiro, os homens passaram a agredir a mulher com socos, chutes e ainda chegaram a enforcar a idosa com um fio elétrico e cortar parte da língua com uma faca. A vítima ficou quase duas semanas internada no Hospital e Maternidade São José. Atualmente, mora com uma das filhas.

A NOTÍCIA

 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCNeymar recebe salário superior a três milhões de euros por mês. https://t.co/jfMitcRud4 https://t.co/mpZxqXQJojhá 54 minutosRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCNebulosidade predomina neste domingo na maior parte de SC. https://t.co/dEZ2Ke9G6v https://t.co/NIMNJDBg57há 1 horaRetweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros