UFSC repudia incêndio em biotério e diz que uso dos animais segue procedimentos mundiais - Jornal Hora de Santa Catarina - polícia, futebol, entretenimento e notícias da Grande Florianópolis

Versão mobile

23/09/2011 | 15h20

UFSC repudia incêndio em biotério e diz que uso dos animais segue procedimentos mundiais

Ativistas puseram fogo em prédio de amplicação do local que abriga ratos para pesquisas

UFSC repudia incêndio em biotério e diz que uso dos animais segue procedimentos mundiais Reprodução/YouTube
O incêndio no prédio em obras foi filmado pelo grupo de ativistas e publicado na internet Foto: Reprodução / YouTube
A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) divulgou nota em que repudia o incêndio provocado na obra de ampliação de seu biotério na madrugada da última terça-feira. O local abriga cerca de mil ratos e camundongos, que são utilizados para diferentes tipos de pesquisas. De acordo com o presidente da Comissão de Ética no Uso de Animais da UFSC, Carlos Rogério Tonussi, o uso dos animais é fundamental para o desenvolvimento dos estudos, e segue protocolos mundiais para os procedimentos realizados.

— Os animais são usados em variadas pesquisas de doenças relacionadas com o cérebro e coração, de novos medicamentos, de vacinas contra a tuberculose, por exemplo. Seguimos padrões mundiais no cuidado com os bichos, eles são criados em ambiente saudável e recebem anestesia para intervenções cirúrgicas. Não teríamos como fazer pesquisas com animais doentes ou maltratados — afirma Tonussi.

Em nota, a administração da UFSC esclarece que "há significativas diferenças entre o uso de animais na pesquisa e o seu uso no ensino, prática que já há alguns anos vem sendo substituída por novos métodos pedagógicos, como filmes, protótipos e cultura de células. Estas possibilidades não atendem, no entanto, necessidades de protocolos de pesquisa".

O crime será investigado pela Polícia Federal. Além disso, a universidade tomará providências internas para garantir maior segurança no campus.

>> Confira a íntegra da nota oficial da UFSC

Incêndio não provocou estragos

Um grupo de ativistas pichou e colocou fogo no prédio em construção, que servirá para ampliar o biotério da UFSC, na madrugada de terça-feira. Para o chefe de segurança da universidade, Leandro Oliveira, o ataque não foi bem sucedido, já que o forte cheiro de gasolina indica que o fogo não se espalhou.

— Nem a obra, nem os equipamentos que já estão ali foram comprometidos — confirmou Leandro.

Os ativistas alegam defender os direitos dos animais:

— Seria radical invadir uma casa onde crianças estão sendo torturadas e mortas? Nós ativistas não vemos diferença entre a tortura de um animal e a de um humano — afirmou um dos integrantes do grupo, que não quis se identificar.  

DIÁRIO CATARINENSE

Notícias Relacionadas

22/09/2011 | 20h29

VÍDEO: ativistas em defesa dos animais atacam biotério da UFSC em Florianópolis

Ação que ocorreu na madrugada de terça-feira foi filmada e publicada na internet

 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCLaine Valgas: vai começar a 32ª Feira do Livro de Florianópolis. https://t.co/a0In5a2jrh https://t.co/KQpPoOAKcKhá 45 minutosRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCFaxineiro de escola é preso por estupro de menina de 12 anos em Florianópolis. https://t.co/8vdgI3RbGn https://t.co/o9Nsqew9pchá 1 horaRetweet
Hora de Santa Catarina
Busca