Versão mobile

Na raça19/05/2012 | 23h00

Com gols de Caio e Fernandes, Figueira bate o Náutico na estreia da Série A

Gol da vitória alvinegra saiu aos 48 do segundo tempo

Enviar para um amigo
Com gols de Caio e Fernandes, Figueira bate o Náutico na estreia da Série A Jessé Giotti/Agência RBS
Fernandes (camisa 17) comemora gol marcado aos 30 do segundo tempo Foto: Jessé Giotti / Agência RBS

O torcedor do Figueirense precisou esperar até o último minuto para comemorar a vitória do Figueirense por 2 a 1 sobre o Náutico, neste sábado, no Orlando Scarpelli. Somente aos 48 da segunda etapa, e pelos pés do estreante Caio, saiu o gol que deu os três primeiros pontos do Brasileiro ao Furacão. O resultado fez o Figueira dormir na liderança da competição.

Na noite em que o técnico Argel Fucks fez sua estreia, ponto para ele. A substituição de Luiz Fernando por Fernandes, no segundo tempo, deu certo e o ídolo alvinegro marcou o primeiro do Figueira na partida. Os cerca de 5 mil torcedores presentes no Estádio vibraram junto com o maior artilheiro da história do clube.

>>>> Confira as fotos da partida

Primeiro tempo

A partida no Orlando Scarpelli começou sem muito destaque. As duas equipes ainda se conhecendo, não criaram muitas oportunidades. Mas o Figueirense não demorou a impor o seu ritmo de jogo. Com maior posse de bola e atuando em velocidade pelas laterais, o time da casa era superior, apesar de não ter levado muito perigo ao gol do Timbu.

Destaque para a atuação de Guilherme Santos e Caio, que estavam soltos e conseguiam conduzir melhor as jogadas.

Aos 13 minutos, o meia Roni chutou cruzado na pequena área e a bola saiu pela direita do gol de Gideão.

Um minuto depois foi a vez de Guilherme Santos assustar. O lateral-esquerdo fez uma linda jogada desde o meio-campo. Ele foi conduzindo, armou para marcar um golaço, mas a bola saiu tirando tinta da trave direita.

O Figueira seguia envolvendo o Náutico, que jogava fechadinho, chegando apenas quando tinha lances de bola parada.

— O Náutico está bem posicionado, mas não podemos dar bobeira com as bolas paradas deles. Temos que ter preciosismo na hora de colocar o companheiro na cara do gol — disse o volante Túlio.

Segunda etapa

O Náutico iniciou logo com uma grande chance. Após bobeada de Toró, o atacante Araújo foi lançado, chutou, mas acabou mandando pela linha de fundo. Aos 3 minutos, Túlio deu uma de atacante e ficou na cara do gol. Ele chutou firme e conseguiu um escanteio. Logo depois, foi a vez de Roni desperdiçar e mandar para fora.

O Figueirense ensaiava o gol, mas faltava pontaria. Aos 15 e 18 minutos, uma sequência de oportunidades ao Furacão. Primeiro, Roni cruzou, Toró tentou chegar de carrinho, mas não alcançou. Depois, Sandro ligou com Roni, o meia saiu bem da marcação, limpou o lance e soltou a bomba, mas a pontaria ainda não estava afiada.

Aos 24, Caio colocou o Náutico para correr, mas sofreu falta de Ronaldo Alves. Na cobrança, Roni cruzou, Ygor cabeceou, a bola bateu no chão e saiu pela linha de fundo, assustando o goleiro do Timbu.

Se as chances apareciam no lado alvinegro, aos 28 foi a vez do adversário ter chance. Araújo ficou na cara de Wilson e perdeu um gol feito. Ele se atrapalhou na jogada e Coutinho, que havia entrado no lugar de Pablo, conseguiu afastar.

Depois de tanto ensaiar. o gol alvinegro saiu dos pés do ídolo Fernandes, aos 30 minutos. O meia conduziu a bola até a meia-lua, limpou, colocou na perna direita e chutou rasteiro, no fundo das redes.

A euforia alvinegra durou pouco. Aos 32, Sandro agarrou Ronaldo na área e fez falta. O juiz marcou pênalti. Araújo converteu em gol e igualou o marcador.

O Figueira pressionava no final do jogo e ainda teve outra chance, novamente com Roni. Aos 46, ele ganhou a jogada na esquerda, chutou cruzado e a bola foi para fora. Com 48, Roni cobrou escanteio e até Wilson deixou o gol para tentar marcar. Cruzamento na área, a defesa afastou. Caio estava ligado na sobra e marcou o gol da vitória do Furacão.

O próximo compromisso do time de Florianópolis é no domingo, contra o Fluminense, no Rio de Janeiro. No sábado, o Náutico recebe o Cruzeiro, nos Aflitos.

Ficha técnica

Figueirense (2)

Wilson; Pablo (Coutinho), Canuto, Sandro, Guilherme Santos; Ygor, Túlio, Toró (Willian Pottker), Luiz Fernando (Fernandes); Roni e Caio
Técnico: Argel Fucks

Náutico (1)

Gideão; Auremir, Ronaldo Alves, Cesar Marques e Márcio Rosario; Elicarlos, Derley, Souza (Glaydson), Cleverson (Lúcio); Ramon (Ramires)e Araújo
Técnico: Alexandre Gallo

Gols: Fernandes, aos 30 do segundo tempo e Caio aos 48 (F); Araújo, aos 32 do segundo tempo (N)

Amarelos: Caio, Canuto, Sandro (F), Souza (N)
Vermelho: Márcio Rosário (N)

Local: Estádio Orlando Scarpelli
Arbitragem: Arilson Bispo da Anunciação auxiliado por Rodrigo Pereira Joia e Adson Marcio Lopes Leal

Público total: 5.315
Renda: R$ 54.075

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Jornal Hora de SCMaridos e companheiros revelam a visão masculina sobre o câncer de mama http://t.co/AO4Lip5fHAhá 44 minutosRetweet
  • horasc

    horasc

    Jornal Hora de SCLei prevê até cadeia para quem fizer selfie na urna. http://t.co/PgXX4U8fqUhá 2 horas Retweet
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros