EUA pedem à ONU suspensão de exportações de petróleo à Coreia do Norte - Jornal Hora de Santa Catarina - polícia, futebol, entretenimento e notícias da Grande Florianópolis

Versão mobile

 

Nações Unidas12/07/2018 | 16h08

EUA pedem à ONU suspensão de exportações de petróleo à Coreia do Norte

AFP
AFP

Os Estados Unidos pediram nesta quinta-feira (12) às Nações Unidas a suspensão em 2018 de todas as novas exportações de petróleo para a Coreia do Norte, depois de acusar Pyongyang de violar as restrições impostas para esses produtos, segundo documentos obtidos nesta quinta-feira (12) pela AFP.

Um informe confidencial dos Estados Unidos enviado ao Comitê de Sanções da ONU estimava que pelo menos 759.793 barris de produtos petrolíferos tinham entrado na Coreia do Norte entre 1º de janeiro e 30 de maio deste ano, acima da cota fixada em 500.000 barris.

O fornecimento ilegal foi feito através da transferência entre barcos no mar, usando petroleiros norte-coreano que atracaram pelo menos 89 vezes "presumivelmente para entregar" os produtos, segundo denuncia o documento.

Os Estados Unidos pediram por carta que o comitê da ONU decrete que o regime de Kim Jong Un violou a cota aprovada pela organização e "ordene a suspensão do envio de todos os produtos petrolíferos refinados" ao país.

"Pedimos ao Comitê 1718 que envie uma nota verbal urgente a todos os Estados-membros, assim como um comunicado de imprensa, no qual informe a eles e à opinião pública que a Coreia do Norte violou as cotas de importação de petróleo refinado estabelecidas na resolução 2397", diz a carta.

Espera-se que o comitê leve cinco dias para responder à petição, que possivelmente será bloqueada por Rússia e China.

O movimento dos Estados Unidos acontece dias depois de o secretário de Estado, Mike Pompeo, viajar a Pyongyang para pressionar o regime de Kim Jong Un para que dê passos concretos na desnuclearização da península.

Pompeo insistiu que as duras sanções econômicas impostas à Coreia do Norte serão mantidas até "a desnuclearização final e completamente verificada".

A resolução de sanções adotadas em dezembro pela ONU estabelece o fornecimento à Coreia do Norte em 4 milhões de barris de petróleo e 500 mil de produtos petrolíferos refinados.

Mas especialistas da ONU que controlam a aplicação dessas sanções garantiram que a Coreia do Norte disfarçava com importações ilegais de produtos petroleiros vitais para desenvolver os programas nucleares e de mísseis balísticos do país.

No relatório dos Estados Unidos enviado ao Comitê de Sanções da ONU estimou-se que as transferências entre barcos poderia ter fornecido à Coreia do Norte um total de 1.367.628 barris de produtos refinados.

Os Estados Unidos ainda acusaram China e Rússia de continuar vendendo produtos petrolíferos refinados à Coreia do Norte.

* AFP

 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCKartódromo dos Ingleses, em Florianópolis, tem corrida e ações sociais, neste sábado. https://t.co/kkeW0GApp6há 15 minutosRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCPaixão Alvinegra: a última carroça vai passar no dia 24. https://t.co/RNdeI4HrAKhá 45 minutosRetweet
Hora de Santa Catarina
Busca