Operação no Morro do Mocotó prende homem apontado como chefe do tráfico na região - Polícia - Hora

Versão mobile

FLORIANÓPOLIS02/08/2016 | 11h57Atualizada em 02/08/2016 | 16h32

Operação no Morro do Mocotó prende homem apontado como chefe do tráfico na região

PM também capturou o suspeito de ser responsável pelo tiro que atingiu a sala do TJ no último dia 27 de junho.

Operação no Morro do Mocotó prende homem apontado como chefe do tráfico na região Felipe Carneiro/Agencia RBS
Foto: Felipe Carneiro / Agencia RBS

Após mais de um mês da troca de tiros que atingiu uma sala do Tribunal de Justiça, em Florianópolis, policiais do 4º Batalhão da PM realizaram uma operação de combate ao tráfico de drogas no Morro do Mocotó, na manhã desta terça-feira. Na ação, o homem apontado como chefe do tráfico na região, além do irmão dele, foram presos. 

Troca de tiros causa medo no Morro do Mocotó e bala perdida atinge TJ
Indícios de fraude em diplomas levaram à suspensão de curso da PM

Foram cumpridos quatro mandados de prisão expedidos pela Justiça e outras três pessoas foram presas em flagrante por tráfico e porte ilegal de arma. Savio Alexsander da Silva, Gustavo dos Santos Silva, Djoni dos Santos Silva, Lucas Scandolara de Matos, Ricardo Silva, Rafael Fernandes Zmordzensk e Bruno Scandolara de Matos — este último apontado pela PM como responsável pelo tiro que atingiu a sala do TJ — foram encaminhados para a DP de Florianópolis. A reportagem não teve acesso aos presos e não conseguiu ouvir os seus advogados.

A ação, que teve início por volta das 5h, contou com o auxilio do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT), Tropa de Choque do Bope, cão farejador e a Central de Inteligência.

Segundo o tenente-coronel Marcelo Pontes, quatro armas, sete mil micropontos de LSD, três quilos de maconha, 300 gramas de crack, 100 gramas de cocaína, 500 frascos de lança perfume vazios e 47 frascos de lança perfume cheios foram apreendidos.

— Essa operação pretende mostrar à cidade que é a Polícia Militar que manda no morro, e esses crimes nós não vamos mais permitir — destacou Pontes. 

Carga com 375 mil maços de cigarros contrabandeados é apreendida na BR-101 em Porto Belo

Bala perdida atinge Tribunal de Justiça

Na tarde do último dia 27 de junho uma bala perdida atingiu a sala do desembargador do Tribunal de Justiça de SC, Artur Jenichen Filho. O caso foi parar no conselho de segurança institucional do TJ, que segue apurando as circunstâncias do episódio. 

Leia as últimas notícias do Diário Catarinense

 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros