Evento para arrecadar doações a casal francês reúne mais de 150 ciclistas em Florianópolis - Polícia - Hora

Versão mobile

Solidariedade20/10/2016 | 22h00Atualizada em 20/10/2016 | 22h19

Evento para arrecadar doações a casal francês reúne mais de 150 ciclistas em Florianópolis

Eles foram vítima de assalto e ela de estupro em Palhoça

Evento para arrecadar doações a casal francês reúne mais de 150 ciclistas em Florianópolis Charles Guerra/Agencia RBS
Foto: Charles Guerra / Agencia RBS

Com a presença do casal de franceses que viaja de bicicleta pela América do Sul, ela fisioterapeuta e ele, economista, mais de 150 ciclistas de Palhoça, São José e Florianópolis participaram do evento "Campanha de ajuda ao casal francês assaltado em Palhoça", no Eu Vou Floripa Park´n Shower, no centro da Capital, que angariou doações para que eles continuem viagem após terem os pertences roubados, incluindo as bicicletas. A mulher foi vítima de estupro após o assalto.

O casal preferiu não conversar com a imprensa, mas um dos organizadores do evento, o também cicloturista Ari Boheme, afirmou que eles estavam muito felizes com a mobilização em torno da causa. Dois food bikes, um de pizza e outro de cerveja, vendiam os produtos para que toda a renda seja revertida para a compra de equipamentos que os permitam retomar a viagem até a Patagônia argentina e chilena.

— Tivemos bastante doações, como guidão especial para viagem, alforjes, que são as malas da bicicleta, e outras peças que ainda passarão por inspeção, bem como duas bicicletas doadas, que também serão inspecionadas para avaliar se são especificas para viagens, já que os equipamentos não podem ser nem pesados nem fracos — explica Ari.

As doações chegam de todo Brasil, conta Ari. Parte das roupas para o pedal já foram doadas, e uma empresa de São Paulo se prontificou em conseguir equipamentos que por ventura venham a faltar. Os franceses ainda não têm data para voltar a estrada, pois seguem em Palhoça para auxiliar a Polícia Civil nas investigações. Quando retornarem à BR, não precisaram mais se preocupar em acampar, pelo menos não no Brasil.

— Utilizamos nossa rede de contatos em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul para que eles fiquem hospedados em casas de amigos até deixarem o Brasil, pelo Chuí, antes de entrarem no Uruguai. Eles querem ir para a Patagônia chilena e argentina — conta Ari, antes de completar:

— Esse evento é por um motivo ruim, mas que mostra toda a solidariedade do povo catarinense e brasileiro.

Uma das presentes no evento foi Adriana Machado, que saiu de Palhoça com um grupo de cerca de 50 ciclistas, para prestar seu apoio e solidariedade ao casal de viajantes franceses.

— Viemos para ajudar e ser solidários — reforçou.

Leia mais:

Polícia Civil prende mulher com pertences de casal francês assaltado em Palhoça

 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros