Idoso de 81 anos desaparece após sair para caminhar na Cachoeira do Bom Jesus - Polícia - Hora

Versão mobile

Teria sido visto no Tican01/11/2016 | 15h18Atualizada em 01/11/2016 | 16h16

Idoso de 81 anos desaparece após sair para caminhar na Cachoeira do Bom Jesus

Seu Ornélio saiu para caminhar na segunda-feira e não retornou mais para casa

Idoso de 81 anos desaparece após sair para caminhar na Cachoeira do Bom Jesus Arquivo Pessoal/Divulgação
Foto: Arquivo Pessoal / Divulgação

O aposentado Ornélio da Costa Machado, 81 anos, está desaparecido desde a manhã de segunda-feira, quando saiu para caminhar na praia, próximo ao condomínio onde mora, na Cachoeira do Bom Jesus, no norte da Ilha, em Florianópolis. A família de seu Ornélio registrou Boletim de Ocorrência (BO) na 7° Delegacia de Polícia, em Canasvieiras, e a Delegacia de Pessoas Desaparecidas, através do delegado Vanderlei Redondo, também realiza diligências para encontrar o senhor que teria sido visto na noite de segunda no Terminal de Integração de Canasvieiras (Tican).

A esposa de seu Ornélio, Mara Regina da Silva Machado, 71 anos, casada com o aposentado há 54 anos, conta que na manhã de segunda ele saiu para fazer sua caminhada matinal, como de costume, até a praia. Ela afirma que vários vizinhos viram e conversaram com seu Ornélio, que devido à maré alta na região do trapiche da praia da Cachoeira do Bom Jesus, deu meia volta e caminhou em direção à Canasvieiras.

— Ele sempre atravessou a rua, foi na praia, sentava, caminhava um pouco e voltava. Mas ontem (segunda), não. Estamos muito preocupados, porque ele toma remédios para a pressão e para o coração. Se alguém tiver visto, por favor, entre em contato com a polícia — pede Mara, cujas duas filhas que moram junto com o casal dão apoio e assistência. Outro filho mora no Reino Unido.

O delegado Vanderlei Redondo, titular da Delegacia de Pessoas Desaparecidas, afirma que a rede de apoio aos desparecidos, integrada por policiais militares e civis de diferentes cidades do Estado, bem como bombeiros e outros profissionais de segurança, além de pessoas atuantes nas comunidades, já está conectada via WhatsApp para trocar informações sobre o paradeiro de Ornélio.

— Recebemos a informação de que ele foi visto no Tican, à noite, e talvez tenha sido abrigado em alguma residência. A rede de apoio já foi acionada, policiais de toda a cidade e do Estado, também, e estamos em busca desse senhor, já que priorizamos casos de crianças e idosos desaparecidos — explica Redondo.

Quem tiver informações sobre o paradeiro de seu Ornélio, pode ligar no telefone (48) 3879-1361

 
 
Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros