Delegados da Polícia Civil começam operação padrão no Rio de Janeiro - Polícia - Hora

Versão mobile

No limite14/01/2017 | 13h40Atualizada em 14/01/2017 | 13h40

Delegados da Polícia Civil começam operação padrão no Rio de Janeiro

Medida é protesto contra atraso nos salários de ativos e inativos

Delegados da Polícia Civil começam operação padrão no Rio de Janeiro Anderson Fetter/Agencia RBS
Foto: Anderson Fetter / Agencia RBS
Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Delegados da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro realizam operação padrão a partir deste sábado em protesto pelo atraso no pagamento de salários dos ativos e dos inativos. A medida foi decidida na última quinta-feira, dia 12, em assembleia realizada pelo Sindicato dos Delegados de Polícia do Rio (Sindelpol-RJ), que representa a categoria.

De acordo com o Sindelpol-RJ, o protesto é motivado pelo atraso nos salários referentes a dezembro e ao não pagamento do décimo terceiro salário, não apenas aos delegados mas também aos agentes da ativa e pensionistas. A categoria esperava receber os valores devidos na última sexta-feira, dia 13, mas não houve pagamento. Como consequência, a entidade determinou paralisação total das atividades nas delegacias de polícia do Estado do Rio por um período de quatro horas neste sábado, de 8h às 12h, com exceção de alguns serviços essenciais, como as atividades conduzidas pelas divisões de Homicídios e Antissequestro, além de remoções de cadáver em via pública. A partir de domingo, dia 15, está prevista paralisação total das atividades diariamente das 13h às 14h, até que o governo faça o pagamento do décimo terceiro salário.

Leia mais notícias sobre o Rio de Janeiro

Além disso, a partir do meio-dia deste sábado teria início a "Operação Basta", na qual as delegacias passariam a registrar apenas flagrantes, termos circunstanciados, crimes violentos, crimes da lei Maria da Penha, perícias e crimes que exijam diligências urgentes. A operação padrão está prevista para se estender até que os salários sejam pagos, informou o sindicato.

Em nota, o comando da Polícia Civil informou que não se manifesta sobre decisões da entidade de classe, mas assegura que "os serviços emergenciais serão mantidos".

 
 
 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCMenos improvisações e mais equilíbrio no #Figueirense, avalia o colunista @RodrigoFaraco: https://t.co/wp2kugPT0t… https://t.co/RwWzBiThT2há 14 minutosRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCMoradores de S. Pedro de Alcântara se mobilizam contra fechamento do Hospital Santa Tereza https://t.co/usEpk1kjlf… https://t.co/CSekT62gh5há 44 minutosRetweet

Veja também

Hora de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros