Prefeitura de Florianópolis adquire R$ 150 mil em bombas, armas de choque e sprays de pimenta - Polícia - Hora

Versão mobile

 

ARMAS NÃO LETAIS25/04/2018 | 16h18Atualizada em 25/04/2018 | 16h31

Prefeitura de Florianópolis adquire R$ 150 mil em bombas, armas de choque e sprays de pimenta

Segundo a Secretaria de Segurança, não há relação entre a compra dos equipamentos e a confusão na Câmara de Vereadores

Prefeitura de Florianópolis adquire R$ 150 mil em bombas, armas de choque e sprays de pimenta Betina Humeres/Diário Catarinense
Foto: Betina Humeres / Diário Catarinense

A Secretaria de Mobilidade Urbana (SMTMU) de Florianópolis divulgou no Diário Oficial do Município do dia 20 de abril diversos contratos de aquisição de armamento não letal para a Guarda Municipal. Os contratos somam R$ 150.404,30 e se referem à compra de sprays químico e de pimenta, granadas não letais e armas de choque, os famosos tasers.

Os contratos foram publicados um dia antes da confusão na Câmara de Vereadores, no sábado (21), quando o projeto de lei que criou o programa Creche e Saúde Já foi aprovado. Houve confusão no local, e bombas e gás de pimenta foram utilizados. No entanto, apesar da coincidência, não há nenhuma relação entre os fatos, segundo a secretária de Segurança Pública de Florianópolis, Maryanne de Mattos. Ela explica que trata-se de um processo de aquisição que iniciou em junho de 2017 e, além disso, respeita uma norma federal.

 —É um equipamento de compra normal da Guarda Municipal, porque toda instituição de segurança pública deve ter equipamentos não letais, até para atender a portaria interministerial 4226/2010, em que a gente tem que portar, no mínimo, dois equipamentos não letais. Essa norma a gente já vem realizando há alguns anos.

Sobre o fato de ser a Secretaria de Mobilidade e não a de Segurança a adquirir os equipamentos, Maryanne explicou que as duas pastas fazem uma gestão integrada, sendo apenas mera burocracia.

Os equipamentos e os valores

- Contrato Nº 200: prevê a aquisição de spray não letal à base de composto químico pela empresa Poly Defensor Indústria Química LDTA. O valor é de R$ 26.960,85.

- Contrato Nº 400: comprou granadas da empresa Condor S/A Indústria Química ao custo de R$ 52.829,35.

- Contrato Nº 402: adquiriu espargidor (spray) de agente pimenta, também da empresa Condor S/A, por R$ 16.778,10.

- Contrato Nº 403: também da Condor, trata da aquisição dispositivos elétricos incapacitantes chamados Spark Z 2.0, que são as armas de choque conhecidas como tasers. Esse contrato tem o valor de R$ 53.836,00.

A prefeitura de Florianópolis ainda não recebeu estes equipamentos e também não tem prazo para que a Guarda Municipal os tenha. Por enquanto, os profissionais utilizam armamento de contratos anteriores. 

Confira o fac simile da edição do Diário Oficial do Município do dia 20 de abril

Foto:


 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCScarlett Johannson torna-se a atriz mais bem paga de Hollywood https://t.co/g2TQu0LQKrhá 4 horas Retweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCFernanda Nobre muda visual e impressiona seguidores com cabelos platinados https://t.co/6qzujH8dSKhá 6 horas Retweet

Veja também

Hora de Santa Catarina
Busca