Reunião define metas para tentar melhorar condições de trabalho na Guarda Municipal - Polícia - Hora

Versão mobile

 

Na Câmara de Florianópolis02/04/2018 | 19h37Atualizada em 02/04/2018 | 19h38

Reunião define metas para tentar melhorar condições de trabalho na Guarda Municipal

Entre as sugestões levantadas no encontro, possibilidade de criar emenda coletiva do orçamento impositivo entre os 23 vereadores e destinação de 20% do Fundo Municipal de Trânsito para a Guarda Municipal da Capital

Reunião define metas para tentar melhorar condições de trabalho na Guarda Municipal Reprodução/Reprodução
Balde no refeitório é usado para tentar minimizar incômodo de goteiras na base da Guarda Municipal Foto: Reprodução / Reprodução

Três dias após o Hora de Santa Catarina publicar com exclusividade os relatos de más condições de trabalho na Guarda Municipal de Florianópolis, uma reunião na Câmara de Vereadores da Capital discutiu a questão e definiu alguns encaminhamentos na tentativa de melhorar a situação dos agentes, que hoje estão com viaturas em péssimas condições de uso, efetivo aquém do previsto em lei, defasagem salarial, uma base com problemas estruturais e outras deficiências. 

Entre as sugestões levantadas no encontro, e que serão encaminhadas ao Executivo, um convite para que o prefeito Gean Loureiro (PMDB) vá ao Parlamento falar do assunto, solicitação de emendas parlamentares aos deputados federais catarinenses para prover a Guarda de recursos, possibilidade de criar emenda coletiva do orçamento impositivo entre os 23 vereadores - o que teria de ser aceito por todos os edis - e destinação de 20% do Fundo Municipal de Trânsito para a Guarda Municipal da Capital.

Não há definição sobre quando os pedidos serão discutidos e se podem efetivamente sair do papel. Os participantes da reunião, guardas, representantes de entidades de classe e de conselhos comunitários, além de parlamentares e integrantes do governo Gean, foram unânimes em relatar a gravidade dos problemas estruturais da Guarda da Capital.  

— Os guardas municipais de Florianópolis hoje trabalham sem segurança, em condições insalubres e no meio dos ratos — disparou o agente Carlos Freibrger Fernandes, ex-subcomandante do órgão que pediu exoneração com outros oito profissionais que exerciam cargos de Comando em novembro do ano passado também por causa das más condições administrativas e operacionais da Guarda Municipal de Florianópolis. 

Um deles, Leandro Antônio Miranda, afastado do serviço após levar um tiro no pescoço em novembro do ano passado durante um ataque de traficantes a duas viaturas nas proximidades do Morro da Caixa, no Continente, lembrava que desde 2017 a prefeitura anuncia editais de licitação para compra e aluguel de viaturas e, até o momento, nada foi concluído e os veículos à disposição dos agentes padecem com o tempo. 

Agora, a prefeitura, de acordo com o secretário adjunto de Segurança Pública, Juninho Mamão, garante que os envelopes de uma concorrência modalidade pregão serão abertos no próximo dia 11 de abril. Neles, porém há apenas a previsão de compra de viaturas, 20 no total.

— As outras duas licitações deram desertas, esperamos que agora na próxima apareçam empresas interessadas — torce. 

Organizador do encontro, o vereador Maikon Costa (PSDB), presidente da Comissão de Segurança Pública da Casa do Povo florianopolitana, destacou que o assunto já estava na pauta da Comissão desde dezembro do ano passado, dada a gravidade da situação. De lá até aqui, pontuou o vereador, as condições de trabalho têm se agravado.

— Precisamos fazer algo para reverter essa situação, já que expusemos aqui fotos e vídeos que mostram o sucateamento da Guarda.

Representante da Guarda no encontro, a subcomandante Karina Aliano, reconheceu os problemas e afirmou que a presença de representantes da sociedade civil, como integrantes dos Conselhos de Seguranças (Consegs) de alguns bairros da cidade, é essencial para ajudar na resolução das dificuldades da Guarda Municipal, bem como para pressionar por melhorias na instituição que hoje conta com 166 agentes, menos da metade do total de cargos comissionados na prefeitura, de 390 contratados de confiança, de acordo com o Portal Transparência do Município. 

— Tudo que vem para agregar e qualificar a discussão ajuda. 

 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCScarlett Johannson torna-se a atriz mais bem paga de Hollywood https://t.co/g2TQu0LQKrhá 4 horas Retweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCFernanda Nobre muda visual e impressiona seguidores com cabelos platinados https://t.co/6qzujH8dSKhá 6 horas Retweet

Veja também

Hora de Santa Catarina
Busca