Dois homens morrem em confronto com o Bope na Vila União - Polícia - Hora

Versão mobile

 

Florianópolis01/05/2018 | 17h17Atualizada em 01/05/2018 | 17h36

Dois homens morrem em confronto com o Bope na Vila União

 A contagem de mortes em confronto com a polícia chegou ao 14º registro apenas este ano, quase o total de casos registrados em todo o ano passado, de 15 mortes

Dois homens morrem em confronto com o Bope na Vila União Divulgação/Bope/Bope
Pistolas 9mm e mais de uma dezena de munições intactas foram apreendidas na operação do Bope, PPT e 21º Batalhão Foto: Divulgação/Bope / Bope

Uma operação com dois esquadrões de elite da Polícia Militar de Santa Catarina (PM/SC) terminou em um tiroteio que resultou em dois homens mortos na Vila União, na Vargem do Bom Jesus, no norte da Ilha, em Florianópolis. As mortes ocorreram na madrugada desta terça-feira, na rua Anarolina Silveira Santos, a principal via da localidade, após confronto entre os suspeitos e o Batalhão de Operações Especiais (Bope). 

As vítimas foram identificadas pelo Instituto Geral de Perícias (IGP) como um adolescente de 17 anos, morador da Vila União, e Leonardo dos Santos, de 23 anos, morador da Barra da Lagoa, no leste da Ilha. Ambos eram naturais de Florianópolis.

O tiroteio aconteceu por volta de 2h20min, quando uma viatura do Bope, durante abordagem a um ponto de venda de drogas na comunidade, teria sido alvejada por disparos que partiram dos suspeitos. O Bope revidou e os dois morreram no local. A PM afirma que com ele foram apreendidas duas pistolas calibre 9mm e 175 munições intactas. Segundo a PM, os dois jovens mortos tinham diversas passagens pela polícia.

Com mais essas duas ocorrências fatais, Florianópolis registra agora 59 mortes violentas nesses primeiros quatro meses de 2018, uma média de quase uma morte violenta a cada dois dias. 

Já a contagem de mortes em confronto com a polícia chegou ao 14º registro apenas este ano, quase o total de casos registrados em todo o ano passado, de 15 mortes em confronto com a PM. No período compreendido entre 2017 e 2018, nenhum policial morreu em confronto na Capital. Este ano, um PM foi baleado e ferido em operação no Morro do Horácio, região central da Capital. 

Comandante da PM externou preocupação com mortes em confronto

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Araújo Gomes, em seminário realizado na semana passada no Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ/SC), reconheceu a preocupação com as mortes em confrontos, cujos índices de letalidade têm aumentado no Estado.

– Não é algo desejado. Estamos trabalhando para melhorar o cenário com as condições críticas – disse aos participantes do seminário que tratava de integração na segurança pública, no qual também citou que na Vila União – onde ocorreram as duas mortes – a PM só conseguia entrar a tiros. 

Mortes violentas na Capital (até 01/05):

Homicídios - 44

Latrocínio - 1

Lesão corporal seguida de morte - 0

Confronto policial - 14

Total: 59

 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCFalando de Sexo: você esquece de tomar a pílula? Cuidado! https://t.co/qdyWQvDy6Ehá 5 horas Retweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCSábado é dia de caminhada silenciosa contra o tráfico humano https://t.co/pymnSZ3rcYhá 6 horas Retweet

Veja também

Hora de Santa Catarina
Busca