MP/SC denuncia motorista de Audi por homicídio duplamente qualificado - Polícia - Hora

Versão mobile

 

Florianópolis03/05/2018 | 21h29Atualizada em 03/05/2018 | 21h56

MP/SC denuncia motorista de Audi por homicídio duplamente qualificado

Atropelamentos ocorreram em agosto do ano passado, na saída de uma balada em Jurerê. Além do motorista do Audi, o jovem que conduzia outro veículo e também se envolveu nos fatos foi denunciado por tentativa de homicídio

MP/SC denuncia motorista de Audi por homicídio duplamente qualificado Reprodução / Instagram/Instagram
Jovem de 21 anos em foto publicada na sua rede social com o carro usado por ele no momento do acidente Foto: Reprodução / Instagram / Instagram

O Ministério Público de Santa Catarina (MP/SC) denunciou Sérgio Orlandini Sirotsky, 21 anos, motorista de um Audi envolvido no atropelamento de três pessoas e a morte de uma delas em Jurerê em agosto do ano passado, por homicídio duplamente qualificado, tentativa de homicídio qualificada e omissão de socorro. A denúncia, assinada pelo promotor Andrey Cunha Amorim, foi oferecida nesta quinta-feira. 

A peça também denuncia Eduardo dos Santos Rios, motorista de outro veículo envolvido em outro atropelamento minutos depois. A denúncia contra Santos Rios é por dupla tentativa de homicídio qualificada e omissão de socorro às vítimas. Agora, a Justiça decidirá se acolhe ou não os requerimentos do MP/SC. 

No documento, o MP também pede a pronúncia dos denunciados, para que ambos sejam julgados perante o Tribunal do Júri. O promotor Andrey, em um despacho separado da denúncia, destaca que não há nos autos motivos para o requerimento da prisão preventiva dos denunciados, mas alega que ambos "praticaram graves crimes", e por isso pede a aplicação de algumas medidas cautelares em desfavor dos denunciados. 

As cautelares são: comparecimento mensal em juízo; proibição de acesso ou frequência a bares e casas noturnas e recolhimento domiciliar noturno (das 20 às 6h); proibição de ausentarem-se da Comarca da Capital por mais de oito dias; e suspensão da permissão ou da habilitação para dirigir veículo automotor ou a proibição de sua obtenção.

Sérgio Orlandini Sirotsky foi denunciado pela morte de Sérgio Teixeira da Luz Júnior, 23 anos, e por causar ferimentos em Rafael Machado da Cruz e Edson Mendonça de Oliveira. Segundo o promotor Andrey, os homicídios (consumado e tentados) foram duplamente qualificados, com ocorrência de perigo comum e impossibilidade de defesa das vítimas. Como perigo à coletividade, o promotor cita que durante a ultrapassagem pelo acostamento, Sirotsky colidiu o seu Audi contra a lateral direita de um ônibus, o que "poderia ter provocado graves resultados aos ocupantes do ônibus e alcançado um número indeterminado de transeuntes e veículos que estivessem eventualmente passando pelo local". 

"Outrossim, os crimes foram praticados de forma a impossibilitar a defesa das três vítimas, uma vez que foram colhidas de surpresa, pelas costas, quando andavam normalmente pelas margens da rodovia, sem que pudessem oferecer qualquer resistência à investida fatal", narra um trecho da denúncia.

carro , atropelamento , sc-401 , sc-402 , jurerê , norte da ilha , acidente , fuga , audi
Carro usado por Sirotsky horas depois do atropelamento no pátio da 7ª DP, em CanasvieirasFoto: Leonardo Thomé / Agência RBS

Já Santos Rios, de acordo com o MP, foi denunciado por tentativa de homicídio contra Luz Júnior – que já estava caído no chão – e Maycon Mayer – que socorria as vítimas. O atropelamento atribuído a Santos Rios ocorreu instantes depois o de Sirotsky, quando a pista de rolamento e o acostamento tinham pessoas feridas e outras tentando sinalizar o local e preservar as vítimas. 

"Ao invés de parar o veículo que conduzia ou mesmo seguir cautelosamente pela pista contrária, o denunciado Eduardo efetuou brusca manobra, rumando pelo acostamento da rodovia, na sua mão de direção... Durante a perigosa e indevida manobra, porém, o denunciado Eduardo atropelou a vítima Maycon... E passou por cima dos membros inferiores da vítima Sérgio Teixeira", narra o MP em um trecho da denúncia. 

Contraponto

O advogado Nilton Macedo Machado, que defende Sérgio Orlandini Sirotsky, ainda não tomou conhecimento do teor da denúncia do MP e disse que só se manifestaria após ler o documento.

O advogado Lucas Stofela, que representa Eduardo dos Santos Rios, também não teve acesso à denúncia na noite desta quinta-feira e, devido a isso, afirmou que precisa se inteirar do exposto pelo MP na denúncia para poder se pronunciar sobre o assunto. 

Como foi o acidente

Os atropelamentos aconteceram no início da manhã de 6 de agosto, na SC-402, nas proximidades do Complexo Music Park, em Jurerê, norte da Ilha, em Florianópolis. Segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), o acidente ocorreu por volta das 5h30min próximo ao complexo Music Park. As vítimas saíam de uma festa no local quando foram atingidas pelos veículos.

 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCCatarinense Rodrigo Hilbert resgata habilidades de ferreiro que herdou do avô em nova temporada na TV https://t.co/v0ICglqFKWhá 6 horas Retweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCDia 22 tem aula gratuita de muay thai para mulheres em Florianópolis https://t.co/a5bs6aKeqqhá 6 horas Retweet

Veja também

Hora de Santa Catarina
Busca