Polícia procura suspeito de estuprar adolescente perto da Lagoa do Peri - Polícia - Hora

Vers?o mobile

 
 

Florianópolis30/10/2018 | 15h12Atualizada em 30/10/2018 | 15h50

Polícia procura suspeito de estuprar adolescente perto da Lagoa do Peri

O crime ocorreu na noite do domingo, dia 21 de outubro, quando a menina esperava sozinha pelo ônibus em um ponto na beira da estrada

Polícia procura suspeito de estuprar adolescente perto da Lagoa do Peri Felipe Carneiro/Agencia RBS
Polícia alerta para que pessoas redobrem cuidados em áreas ermas e isoladas do sul da Ilha, em Florianópolis Foto: Felipe Carneiro / Agencia RBS

A Polícia Civil procura um homem suspeito de ter estuprado uma adolescente de 15 anos em uma região de mata às margens da SC-406, perto da Lagoa do Peri, no sul da Ilha, em Florianópolis. O crime ocorreu na noite do domingo, dia 21 de outubro, quando a menina esperava sozinha pelo ônibus em um ponto na beira da estrada. 

A jovem passou por exames que comprovaram o estupro. O homem, cuja idade e fisionomia a polícia prefere preservar por ora, também roubou o celular da garota.

De acordo com o delegado Flávio Lima e Silva Júnior, da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso da Capital, a adolescente é moradora de Florianópolis e ela e sua família ficaram bastante abaladas após o crime. Além dela, já foram ouvidas testemunhas, inclusive um transeunte que teria ajudado a vítima depois do estupro. 

O delegado evita dar detalhes da investigação para não prejudicar as buscas ao homem, mas conta que ele chegou de bicicleta e a vítima relatou que o suspeito estava armado.

— Ele estaria com uma pistola. Abordou a vítima e consumou o crime nas imediações da rodovia, no mato. Estamos em busca de um suspeito. Mas não podemos dizer muitos detalhes — explica o delegado Silva Júnior, que não soube especificar de pronto eventuais outras ocorrências na região da Lagoa do Peri e Morros das Pedras. 

Trilhas de acesso à praia no Rio Tavares registraram estupros nos últimos anos

Por toda extensão da Joaquina até a praia do Campeche, perto da região da Lagoa do Peri e do Morro das Pedras, as trilhas de acesso à praia registraram ocorrências de estupro, assédio ou assaltos nos últimos anos. A última ocorrência de estupro na região que se tem notícia foi em 30 de novembro do ano passado. 

Segundo a polícia,  na ocasião o suspeito ainda ameaçou matar a vítima com uma faca. Após a violência, a mulher teve o celular e um par de fones de ouvido roubados. Na época, dias depois, a Polícia Civil prendeu um homem de 19 anos suspeito de ter cometido o crime.

As ocorrências de estupro, assédio ou assalto contra mulheres na região do Rio Tavares – meio caminho entre a Joaquina e o Campeche – intensificaram-se entre 2014 e 2015. Por conta disso, em 29 de outubro de 2015, uma moradora da região criou o grupo "Vamos Juntas à Praia". 

Formado principalmente por mulheres, o grupo nasceu com a intenção de diminuir a insegurança para acessar as praias da região. Também por Whatsapp, as participantes buscam reunir mais pessoas para atravessar as trilhas na direção do mar, bem como espalharam avisos pelas trilhas com os perigos das redondezas.

Delegado destaca que não há maníaco na região e dá dicas de segurança

O delegado Flávio Lima e Silva Júnior, da Delegacia da Mulher, garante que não há um "maníaco" cometendo crimes sexuais na região, mas alerta para alguns cuidados de segurança que a população e, especialmente, as mulheres devem tomar ao circular por trilhas, ruas e a própria orla do sul da Ilha. 

— Evitar andar sozinha, dependendo do local e hora. Evitar também locais ermos, isolados. A pessoa, também, tem que ficar atenta a eventuais desconhecidos nessas regiões com menos movimento. Se perceber alguém em atitude suspeita, deixe o local ou procure se aproximar de outras pessoas, ficar em grupo — expõe Silva Júnior.

Leia também:

Polícia tem dificuldades de identificar corpo encontrado no mar em Florianópolis

Morador de rua é morto na região continental de Florianópolis

Operação contra crimes fiscais apreende roupas falsificadas em Paulo Lopes


 

Siga Hora no Twitter

  • horasc

    horasc

    Hora de SCPolícia Civil prende 111 pessoas em operação em várias cidades de Santa Catarina https://t.co/RqXcDyjTSthá 2 minutosRetweet
  • horasc

    horasc

    Hora de SCRafael Marques elogia projeto do Figueirense: "Bateu com o meu" https://t.co/JyS9q7dNcrhá 2 minutosRetweet

Veja também

Hora de Santa Catarina
Busca